Existe amor para Isaiah Thomas com o Boston Celtics?

A nossa história começa com os playoffs da temporada passada, quando Cavaliers e Celtics disputaram uma vaga para as Finais da NBA. Naquela ocasião, Isaiah Thomas, armador do Celtics, lesionou o quadril após o 2º jogo da Final da Conferência Leste e ficou de fora do resto da série vencida pelo Cavaliers por 4 a 1. Pouco menos de 3 meses depois do Warriors conquistar seu 5º título, chega a saber que Kyrie Irving, armador do Cavaliers, queria ser trocado para ser o jogador de destaque de uma franquia. A saída que o Cavs teve foi mandá-lo para Boston em troca de Isaiah Thomas, Jae Crowder, Ante Zizic e uma escolha de Draft de primeira rodada para 2018. A troca foi uma das mais comentadas na offseason da temporada 2017-18 e foi comemorada pelos dois lados. Mas um dos jogadores “não ficou satisfeito” com a troca: o ex-camisa 4 do Celtics, Isaiah Thomas.

Em uma série criada pelo site The Player’s Tribune (site em que Kobe Bryant anunciou sua aposentadoria e que Kevin Durant disse que iria para o Golden State Warriors) chamada The Book of Isaiah, Isaiah comentou no 5º episódio da série a sua reação ao saber que Danny Ainge tinha mandado ele para Boston com frustração e disse quais são suas expectativas para a temporada com o Cavaliers.

Depois de 7 meses parado, Isaiah finalmente foi relacionado para uma partida com o uniforme vinho e dourado da franquia de Ohio. A estreia aconteceu no dia de ontem (2), na Quicken Loans Arena, na vitória por 127 a 110 para o Cavs em cima do Portland Trail Blazers. Ao entrar na quadra, Isaiah foi ovacionado pelos torcedores presentes e chegou a jogar cerca de 19 minutos, contribuindo com 17 pontos e 3 assistências e ainda postou um agradecimento em sua conta no twitter agradecendo ao apoio dos fãs do Cavs.

“Estou me sentindo bem! Deus é tão bom. Verdadeiramente abençoado para poder estar em quadra novamente competindo por algo. Grande vitória da equipe e obrigado por todo o amor e apoio durante estes duros 7 meses que estive fora. Estou finalmente de volta e isso é tão bom! Cleveland, obrigado! Esta noite foi uma noite muito especial para mim e todos conseguiram o que foi com o amor que vocês me mostraram quando cheguei no jogo. Eu sempre me lembrarei dessa noite. Agora vamos continuar andando, este é apenas o começo”, disse o camisa 3 do Cavaliers.

O curioso é que sua volta às quadras aconteceu um dia antes de o Cavaliers jogar contra o Celtics no TD Garden, arena do Boston. A equipe médica do Cavs disse que ele não participará do jogo de hoje (3) por causa de Isaiah Thomas não estar preparado para jogar as partidas back-to-back (2 partidas em seguida). O próprio jogador disse que se sente melhor de sua lesão, mas que precisa melhorar mais para voltar a ser o Isaiah Thomas de 2016-17. “Meu quadril está melhor, mas estou sem ritmo. Parece que perdi os meus poderes. Mas uma vez que eu entrar em quadra, vai ser muito difícil me segurar”.

No Ano Novo, Kyrie disse que, no retorno de Isaiah para Boston, não haverá outro sentimento a não ser o amor em Boston. “Esse cara colocou algumas apresentações épicas. E, para a cidade de Boston, o que ele deu em uma base consistente, você estava apenas se perguntando como aqueles filhos da p**a de nariz duro estavam fazendo isso todas as noites e exigindo de seus companheiros de equipe e brincando com uma vantagem que realmente se cimentou como um  jogador de elite nesta liga. E você é apenas um pouco feliz para um cara assim. E se ele joga ou não, não será nada além do amor de Boston”.

Mesmo sabendo que não iria jogar contra seu ex-time, Isaiah disse nessa segunda que está se sentindo bem quanto a perder o jogo de hoje, completando ao falar como espera atuar contra eles no dia 11 de fevereiro, quando o Cavaliers enfrentará pela o Celtics no TD Garden às 18h30 (horário de Brasília) quando a sua família estará nas arquibancadas e quando o Celtics aposentará a camisa de número 34 de Paul Pierce. “Não será tão difícil porque sei onde estou agora. Eu não gostaria de me colocar para fora apenas para tentar forçá-lo. Eu posso esperar até fevereiro. Acho que jogaremos contra em fevereiro novamente. Posso esperar e, então, colocar um show”.

O que se soube recentemente é que o Celtics iria fazer um vídeo para agradecer aos serviços prestados por Thomas durante sua passagem pelo Celtics. Porém, o armador recusou que o vídeo fosse apresentado. Isso acabou gerando uma revolta para Jimmy Murphy, repórter americano que acompanha a equipe de hockey no gelo de Boston, o Boston Bruins, em sua conta no twitter na manhã de ontem. “O ego de Isaiah Thomas deve ser maior do que o ego de LeBron James! Sem vídeo de agradecimento? Tente se superar!”, disse marcando Isaiah e LeBron no tweet.

Isaiah não gostou ao ver o que o repórter disse, respondendo ele meia hora depois pela mesma rede social. “Me superar? Porque eu gostaria de realmente jogar e ter minha família na arena para apreciar o amor que a cidade/organização mostraria para nós? Não é sobre mim, é sobre minha família. Tente você se superar, seu idiota”. Até o momento, o ala do Cavaliers, LeBron James, não disse nada a respeito da declaração de Jimmy Murphy.

Jimmy Murphy ainda mandou várias mensagens “indiretas” para Isaiah mostrando como será a volta do ex-técnico do Bruins, Claude Julien. “O Boston Bruins está planejando uma homenagem ao treinador do Montreal Canadiens, Claude Julien, em seu primeiro retorno ao TD Garden no dia 17 de janeiro. Sua família pode estar incomodada, mas Claude está bem com isso e não pedirá que os Bruins retirem a homenagem. Que isso sirva de exemplo Isaiah Thomas”.

Parece que o amor de Boston com o chamado carinhosamente por Rômulo Mendonça, narrador da ESPN, capeta em forma de guri continua. Mas o que acaba deixando essa relação mais conturbada é a frustração que Isaiah tem com a diretoria, principalmente com Danny Ainge, em ter descartado ele depois de tudo o que ele passou em Boston.

%d blogueiros gostam disto: