Cinco nomes para se ficar de olho na LDB de 2017

A LDB (Liga de Desenvolvimento de Basquete), maior campeonato de base do, começa neste sábado. Diferentemente de todas as edições anteriores, o torneio, que até ano passado era na categoria de até 22 anos, passou a ser Sub 20, medida que ajudou a nivelar os times.

Os clubes que disputarão o torneio serão estes: Minas Tênis Club, Sesi/Franca Basquete, Esporte Clube Pinheiros, Flamengo e São José dos Campos pela sede no Rio de Janeiro, e Sogipa, Basquete Curitiba, Solar Cearense, Praia Clube e Paulistano/Corpore pela sede de Curitiba.

Confira as partidas e horários das rodadas iniciais da LDB 2017 (horários de Brasília):

21/10 (sábado)
08h30 – Minas Tênis Clube x Sesi/Franca Basquete – Rio de Janeiro (RJ)
10h45 – EC Pinheiros x Flamengo – Rio de Janeiro (RJ)
16h00 – Sogipa x Basquete Curitiba – Curitiba (PR)
18h15 – Solar Cearense x Praia Clube – Curitiba (PR)

22/10 (domingo)
08h30 – Sesi/Franca Basquete x EC Pinheiros – Rio de Janeiro (RJ)
10h45 – Flamengo x São José Basketball – Rio de Janeiro (RJ)
16h00 – Paulistano/Corpore x Sogipa – Curitiba (PR)
18h45 – Curitiba Basquete x Solar Cearense – Curitiba (PR)

Dos times citados, o TimeOut Brasil selecionou cinco atletas que deverão ser destaques por  seus times, e por extensão, da competição. Estes são os nomes.

5 – Guilherme Perini

 

Foto: Reprodução

 

Revelado pela Sociedade Esportiva Palmeiras, Goiano, atuou pelo Sub 15, Sub 16 e Sub 17 do verdão, sendo destaque nas duas primeiras categorias. Porém, no final da temporada 2015 (Sub 16), o atleta sofreu uma ruptura do Ligamento Cruzado Anterior (LCA) em confronto contra Suzano. Na temporada seguinte (Sub 17 – 2016), Guilherme estava perto do retorno do time que seria vice-campeão Estadual, contudo sofreu mais uma ruptura do LCA e no mesmo joelho, o que eu certamente prejudicou sua carreira até então. Isso, entretanto, foi mero detalhe. Após a segunda cirurgia, Perini deu mais uma vez a volta por cima e neste ano se transferiu apara o Clube de Regatas do Flamengo. Subindo para ao adulto, Guilherme, certamente, é um dos destaques do time de Rodrigo. Jogador da posição ‘’2’’, ou seja, ala-armador, Goiano também pode atuar como armador. Além disso, é bom marcador do perímetro, tem ótimo chute do perímetro e infiltra com qualidade. Em entrevista para o jornalista Rafael Rezende, do veículo Garrafão Rubro-Negro, disse o jogador ‘’ Primeiramente, eu queria falar que sempre foi um sonho vestir essa camisa. Ainda mais em um campeonato como a LDB, que para nós da base, é o de maior importância. Somos um time novo e estamos esperando duelos bem difíceis, porém, vamos fazer o nosso melhor e honrar o manto com certeza’’

 

4 – Igor Araújo

Igor contra o Palmeiras (Foto: ViVendo Esportes)

Armador e ala-armador do Esporte Clube Pinheiros, Igor, 18, 1.95, chegou ano passado ao time de David Pelosini após ótima passagem pelo time que o revelou, o Círculo Militar. Em 2016, Araújo foi o grande destaque do segundo turno do Sub 17 pinheirense que se tornou campeão diante a Sociedade Esportiva Palmeiras e sendo o atleta que decidiu o confronto na prorrogação. Se ano passado, Igor era titular absoluto, este ano é o sexto homem de Davi Pelosini. Isso, todavia, não é um fato ruim, muito pelo contrário, vindo do banco, o jogador é uma ótima arma para mudar a cara do jogo. Além da alta estatura que traz ótima vantagem no perímetro, Igor tem mão quente do perímetro e, pelo Sub 19, sua média é de 6.6 pontos por partida.

3 – Nicolas Oliveira

Nicolas Oliveira (Foto: ViVendo Esportes)

Assim como Igor, Nicolas chegou ano passado ao Esporte Clube Pinheiros, vindo da Sociedade Esportiva Palmeiras, time que defendeu de 2013 – 2016. Em 2016, pelo Sub 17 pinheirense, Nicolas foi o grande pivô da competição. Muito técnico, Nicolão é daqueles pivôs clássicos, cincão nato. Não força chutes do perímetro, embora tenha bom aproveitamento. Além disso, possui ótimo trabalho de pernas e um excelente gancho, é raro em tempos que são vangloriados pivôs que trabalham no perímetro. Pelo Sub 19, anota 6.8 pontos por jogo. Nicolas, 18, 2.04, será o grande cara do garrafão de Davi Pelosini, uma vez que Lucas Cauê é desfalque por lesão no joelho.

2 – Luiz Flávio

Foto: Mery Baires

Jogador revelado pelo tradicional Praia Clube, o ala de 2 metros e 19 anos já teve passagens pelo Bauru e Sociedade Esportiva Palmeiras, clube que defendeu por dois anos e se destacou na última temporada pelo Sub 19 (2016) sob comando do técnico Filé, assistente técnico da selão brasileira adulta.. Foi nesse ano que Luiz teve uma grande evolução de seu jogo. Extremamente técnico, Luiz possui ótima envergadura, podendo atuar nas posições 2,3, e 4. Além disso, tem ótima infiltração e bom aproveitamento do perímetro. Será o grande destaque do Praia Clube, time que voltou para defender nesta temporada e também será um dos cestinhas da competição.

1 – Alexei Patricio

Alexei defendendo o alviverde na Argentina (Foto: Mery Baires)

Com toda a certeza absoluta que possa existir Alexei será o grande nome da LDB deste ano. Revelado pelo Joinville, Alexei, apesar de apenas 20 anos, possui já experiência para a competição. Disputou a LDB de 2015 pelo time que o revelou, sendo o grande destaque da sua ex equipe. Ano passado, o ala-armador se transferiu para a Sociedade Esportiva Palmeiras, time que disputou torneios internacionais e, após defender o alviverde, Alexei em 2016 foi para  para o Macaé disputar NBB (Novo Basquete Brasil). Com 1.94m, o atleta pode atuar nas posições ‘’1’’, ‘’2’’ e ‘’3’’. Além disso, sua canhota é certeira e o que mais impressiona em seu jogo é a sua extrema técnica que tem.

%d blogueiros gostam disto: