Previsão da Temporada 2017-18: Milwaukee Bucks

Essa com certeza é uma das equipes mais promissoras da liga, com um jovem elenco de muita qualidade e que vêm mostrando sua força ao longo dos anos. Tendo como principal atleta um jovem grego que é uma besta, o Bucks chega nessa temporada como uma boa surpresa e um forte contender.

O Bucks possuí um único título em sua carreira lá nos anos 70 com Big O e Abdull-Jabbar, depois teve uma excelente equipe em 2001 que perdeu para os Sixers na finais de conferência e depois disso começou sua reconstrução. Atualmente a franquia vem com força e pode sim chegar pelo menos as semifinais da Conferência Leste.

Desempenho na temporada 2016-17 (42-40)

A equipe teve uma boa temporada terminando em sexto lugar na classificação da Conferência Leste. Teve alguns altos e baixos e problemas nesse último ano, principalmente por conta de lesões, perdendo Jabari Parker e Khris Middleton depois de 50 partidas. Em certos momentos da temporada, a franquia chegou a ser quarto colocado no Leste, mas com algumas derrotas em sequência a equipe caiu na tabela e terminou em sexto. Infelizmente não passaram da primeira rodada dos Playoffs, perdendo por 4 a 2 do Toronto Raptros.

Os destaques da temporada certamente foram Malcolm Brogdon, que venceu o título de novato do ano, a trigésima sexta escolha do Draft teve médias de 10.2 pontos, 4.2 assistências e 2.8 rebotes, demonstrando todo seu potencial e um bom Q.I. para basquete. Com uma visão de jogo apurada, foi uma forte arma ofensiva da franquia, muitas vezes armando as jogadas e demonstrou ser um bom defensor.

Giannis Antetokounmpo é o dono da equipe e mostrou que esse papel é natural pra ele, o jovem anotou suas melhores marcas na carreira com médias de 22.9 pontos, 5.4 assistências e 8.8 rebotes, ficando no TOP 20 da liga em pontos, assistências, rebotes, roubos de bola e tocos. Podemos esperar ainda mais desse jovem astro.

A equipe teve médias de 103.6 pontos por jogo, chutou 1946 bolas de três e teve um aproveitamento de 37% dos arremessos, teve 47,4% dos arremessos de quadra e em média 24 assistências por partida. Para essa temporada que começa agora, podemos esperar médias ainda melhores da equipe já que chegam com todo o elenco disponível.

Elenco

Armadores: Jason Terry, Xavier Munford, Gary Payton II, Mathew Dellavedova, Rashad Vaughn

Ala-armadores: Malcolm Brogdon, Tony Snell, Brandon Rush, Gerald Green

Alas: Khris Middleton, Giannis Antetokounmpo, Jabari Parker

Alas-Pivôs: Mirza Teletovic, D. J. Wilson, Thon Maker

Pivôs: Greg Monroe, John Henson, Joel Anthony

Jogador Chave

Essa é uma questão fácil, o jogador chave é Giannis Antetokoumpo, o grego é o dono do time e é o jogador que pode desequilibrar à favor do Bucks.

O grego vem melhorando a cada ano e se o joelho não incomodar ele pode ser um candidato talvez a MVP, na última temporada teve boas médias de 22.9 pontos, 5.4 assistências e 8.8 rebotes.

Análise

Os Bucks vem com uma equipe reforçada, a adição de Jason Terry e Gerald Green devem ajudar a elevar o nível da equipe. Vindo do banco ou sendo titulares, esses dois veteranos podem contribuir muito com o esquema de jogo utilizado por Jason Kidd, que aliás vem melhorando a cada ano como treinador.

O que de melhor poderá acontecer é Greek Freak ser um candidato forte ao prêmio de MVP, Middleton tornar-se um All-Star, Parker retornar saudável como sexto homem e formando uma dupla forte com Greg Monroe. Thon Maker virar a ameaça que se espera, Tony Snell e Brogdon melhorarem seu aproveitamento das bolas de três e por fim, chegarem as semifinais de conferência.

Na pior das hipóteses, a equipe se mantém no mesmo nível, até porque a lesão de Parker tem uma recuperação incerta, não se sabe se o atleta vai retornar com o mesmo atleticismo. Soma-se a isso a evolução dos jovens atletas, que normalmente é incerta, as vezes alguns demoram mais tempo para se adaptar ao nível profissional e isso pode ser um ponto determinante no sucesso da temporada. Ainda assim, seria o suficiente para chegar novamente aos Playoffs.

Segundos os especialistas americanos, o Bucks tem chances de terminar a temporada em quarto lugar com um recorde de 47-35, mas acredito que pode ser um pouco melhor, 50-32.

 

 

%d blogueiros gostam disto: