NBA fará mudanças no All Star Game

O jeito em que estávamos acostumados a assistir o All Star Game da NBA irá mudar. Na tarde dessa terça-feira (3), o comissário da liga, Adam Silver, anunciou que as “reformas” no evento terão início a partir do All Star Weekend de 2018 (Los Angeles). Pela primeira vez na história, o duelo entre Leste e Oeste não ocorrerá.

A partir de agora, serão eleitos 2 capitães por meio de votação popular, sendo um da Conferência Leste e outro da Conferência Oeste (a votação se abrirá dia 25 de dezembro). Após a votação do público, os capitães de cada time farão um Draft para escolherem quais jogadores ele quer jogar ao lado no seu time. As regras para os futuros eventos do fim de semana das estrelas ainda não foram decididas, como a inclusão de uma linha de 4 pontos.

A forma de como as equipes serão formadas não sofrerá mudanças. Após o Draft dos capitães, os fãs farão uma votação para saber quem serão os titulares, contando votos de jornalistas e de jogadores. Os reservas serão eleitos pelos técnicos, juntando jogadores de conferências diferentes no mesmo time.

Presidente da associação dos jogadores da NBA e armador do Houston Rockets, Chris Paul disse que está animado com a ajuda dos jogadores e da liga para melhorar o All Star Game que era tratado como prioridade e que espera fazer um bom show em Los Angeles.

Como o Draft da NBA não terá distinção de conferências, os times representarão instituições de caridade da cidade de Los Angeles ou de nível mundial. Os titulares e capitães serão divulgados no dia 18 de janeiro e os reservas no dia 23 do mesmo mês, 5 dias depois da divulgação dos titulares. Os treinadores serão escolhidos como anteriormente, sendo os técnicos com melhor campanha de cada conferência. Por terem treinado os times em 2017, Brad Stevens (Celtics) e Steve Kerr (Warriors) estão inelegíveis para o evento que ocorrerá entre os dias 16 e 18 de fevereiro de 2018 no Staples Center, arena do Los Angeles Lakers e Los Angeles Clippers.

%d blogueiros gostam disto: