Lillard diz que nunca se juntaria a um super time

Hoje em entrevista no programa Complex’s Everyday Struggle o armador do Portland Trail Blazers, Damian Lillard, quando foi perguntado sobre Kevin Durant ter ido para o Golden State Warriors após ter 73 vitórias na temporada anterior, disse que não pessoalmente era um rumo que ele não tomaria.

“Eu não teria feito isso. Por mim, não vou me juntar a ninguém”. 

O apresentador pergunta nem mesmo com Lebron James?

“Como eu disse, não vou me juntar a ninguém. Eu não iria antes de ganhar um campeonato, de fazer a equipe e tudo isso. A menos que fosse como algo que não conseguisse controlar. Mas eu não teria feito isso”.

O anfitrião continuo insistindo para ver a postura do All-Star, se talvez ao envelhecer, mas Lillard se manteve firme. “Estou dizendo isso porque é assim que eu sinto, não como me sinto no momento”. E acrescentou que não tem nenhum problema com quem persegue anéis. “Acho que se é isso que alguém quer fazer, não estou bravo com ele por isso. Estou apenas dizendo que não vou fazer”.

Essa não foi a primeira vez que o nativo de Oakland expressou seus sentimentos sobre o assunto. No ano passado, disse que tem muito orgulho de não se juntar a um super time e prefere fazer dos Blazers uma equipe competitiva. Ele foi aberto sobre o recrutamento de Anthony Davis, Carmelo Anthony e Paul George para Portland. Mas eles não conseguiram nada.

Lillard teve médias de 27 pontos, 5.9 assistências e 4.9 rebotes por jogo e tem contrato até 2021 em Rip City. O armador parece determinado a passar toda sua carreira em Portland, seguindo os passos de Kobe, Duncan, Nowitzki. Torço sinceramente para que isso ocorra, mas sabemos como são os negócios na NBA, que o diga Isaiah Thomas.

%d blogueiros gostam disto: