Como acabar com o tank na NBA?

Quando as equipes da NBA não estão com muitas chances de avançar aos playoffs da liga, elas começam a fazer o tank. Muitas formas de acabarem com essa prática na NBA foram discutidas, mas Pat Riley, ex-técnico conhecido pelo Lakers “Showtime” dos anos 80, dos Knicks de 90 e do Heat de 2006, tem uma ideia que pode ser adotada pela liga.

Mas antes de falar sobre essa ideia de Riley, vamos falar mais especificamente o que é o tank. O tank ocorre quando uma equipe não possui mais chances de garantir uma vaga nos playoffs da liga. Como as equipes com piores campanhas no campeonato ficam em posições melhores do que as demais no Draft, isso acaba gerando com que os times comecem a perder mais jogos do que gostariam, aumentando ainda mais as chances de conseguir, quem sabe, a 1ª posição do Draft.

Explicado o que é o tank, chegou a hora de falar a ideia que Pat Riley sugeriu para Adam Silver acatar na liga. O presidente do Miami Heat defende o pensamento de realizarem um torneio eliminatório entre as equipes que ficaram de fora da pós-temporada para decidir o vencedor da 1ª escolha do Draft, já que todas as 14 franquias restantes teriam que manter boas chances no torneio. O vencedor do torneio ficará com a escolha de número 1, enquanto as 13 equipes restantes seriam esquematizadas pela pior campanha para que os times que sejam “ruins” mas não praticaram o tank possam ter chances também.

A ideia acaba gerando efeitos positivos para a liga, como maior receita por mais jogos, maior exposição de TV e maior nível de competitividade na NBA. Porém, acaba “matando” a loteria do Draft, que ocorre para as equipes que tenham que não ficaram no Draft tentarem ficar na 1ª posição do recrutamento. Essa pode até não ser a ideia perfeita, mas é interessante ter essa ideia discutida por uma das maiores, melhores e experientes mentes do basquete mundial.

%d blogueiros gostam disto: