Com terceiro quarto perfeito, Lakers quebra tabu e vence clássico de Los Angeles

Fechando a rodada especial de Natal, o quinto jogo do dia trouxe o clássico da cidade de Los Angeles, entre Lakers x Clippers no Staples Center. Após onze jogos e mais de dois anos sem vencer o Clippers, a equipe do Lakers conseguiu vitória importante após perder seis dos sete jogos que fez contra equipes do Leste. O time do Clippers até começou melhor, mas o jogo coletivo dos comandados de Luke Walton fez a diferença e o segundo maior campeão da NBA voltou a vencer seus rivais.

O primeiro tempo da partida foi praticamente inteiro dominado pelo Clippers. Mesmo com as ausências de Chris Paul e Blake Griffin, a equipe teve dois ótimos primeiros quartos, com Raymond Felton fazendo bem a armação e J.J. Redick pegando “fogo”, anotando simplesmente 19 pontos em apenas 24 minutos de partida. Enquanto o Clippers tinha seu shooting guard fazendo um belo primeiro tempo, o Lakers fazia um jogo mais coletivo, e apesar de chegar ainda no primeiro quarto a estar perdendo por 11 pontos, o time em nenhum momento se desesperou e desistiu da partida. Com um ótimo final de segundo quarto, o Lakers cortou a vantagem para apenas três pontos(58×55) e foi animado para os vestiários sabendo que poderia reverter a situação.

Geralmente o terceiro período vinha protagonizando os piores momentos do Lakers na temporada, mas dessa vez foi diferente. Em 12 minutos, a equipe não só virou o jogo, mas conseguiu abrir uma vantagem de 17 pontos com todos seus jogadores cumprindo bem o seu papel. Bolas de três do Nick Young, Luol Deng com muita energia buscando rebotes ofensivos, Timofey Mozgov produzindo ofensivamente, e muito mais. Já pelo lado do Clippers, Redick começou a ser melhor marcado, e a mão descalibrada de Luc Mbah a Moute complicaram a vida do time no jogo. Com a diferença de 15 pontos no começo do último quarto(89-74) a equipe de Doc Rivers sabia que precisava de um milagre de Natal para virar a partida. Contudo, Redick acabou sentindo uma lesão ainda no terceiro período e complicou a situação do atual quarto colocado na conferência Oeste. Foi nesse momento que Jamal Crawford colocou a bola debaixo do braço e ainda conseguiu diminuir a diferença para apenas 6 pontos, mas não suficiente para colocar seu time na partida, já que Louis Williams chamou a responsabilidade pelo lado dos Lakers e com muita experiência comandou a equipe nos minutos finais para concretizar a partida em 111×102 e quebrar um longo jejum de 11 partidas de invencibilidade do Clippers sobre o Lakers.

Destaques individuais:

Lakers (12-22):

Nick Young: 19 pontos ; (5-7 três pontos)

Timofey Mozgov: 19 pontos ; 3 rebotes

Clippers (22-10)

J.J. Redick: 22 pontos ; 3 assistências

Jamal Crawford: 22 pontos ; 3 assistências

%d blogueiros gostam disto: