Guia da Euroliga 16/17: Anadolu Efes Istanbul

O que tem dia 12 de outubro? Estreia da Euroliga! E como de praxe, viemos com um guia time por time do principal torneio do continente europeu. Indo na ordem alfabética, começamos com o turco Anadolu Efes Istanbul.

Anadolu Efes Istanbul

País: Turquia

Na Última Euroliga: Eliminado no TOP 16

Técnico: Velimir Perasovic (ex-Laboral Kutxa Baskonia)

Quem Chegou: DeShaun Thomas (Austin Spurs), Bryce Cotton (Memphis Grizzlies), Alen Omic (Gran Canaria) e Tyler Honeycutt (Khimki Moscow Region).

Quem foi Embora: Dario Saric (Philadelphia 76ers), Jon Diebler, Nenad Krstic e Alex Tyus (Galatasaray), Elijah Johnson (Cibona Zagreb), Birkan Batuk (Darussafaka Dogus) e Ahmet Duvieroglu (Fenerbahçe) .

Projeções de Rotação:

Titulares Reservas Fim de Banco
Thomas Heurtel Jayson Granger Ogulcan Baykan
Cedi Osman Bryce Cotton Dogus Balbay
DeShaun Thomas Furkan Korkmaz Samet Geyik
Derrick Brown Tyler Honeycutt Berk Demir
Bryant Dunston Alen Omic

Pretensões: Brigar pelas últimas vagas dos Playoffs.

O Elenco: A armação na última temporada concentrava toda a criação de jogadas, o que subutilizava Dario Saric, Derrick Brown, Furkan Korkmaz e Cedi Osman e sobrecarregava os criativos Thomas Heurtel e Jayson Granger. Para compensar os defeitos defensivos de Heurtel, a solução que Dusan Ivkovic achou, já em sua última temporada como treinador, foi utilizá-lo o máximo possível no ataque. Não bastou, a defesa do Efes sofreu bastante com as rotações propostas e a equipe foi uma das grandes decepções para 15-16. Claro que a lesão de Krstic contribuiu e alguns outros desajustes, contudo, não pareceu uma equipe coesa ou que estava sempre tomando decisões espertas em quadra. Para melhorar o setor defensivo, trouxeram Velimir Perasovic do Baskonia, que comandou a segunda melhor defesa da última Euroliga. Em termos de elenco, chega a ser incompreensível como uma rotação com Bryant Dunston (duas vezes DPOY da EL), Derrick Brown, Cedi Osman, Dario Saric, Alex Tyus e Jayson Granger não conseguia se firmar. Para aumentar a profundidade da retaguarda nesta temporada, trouxeram a ex-aposta do Spurs DeShaun Thomas e o atlético Tyler Honeycutt, o que dá pra brincar até de trocar marcação.

Sem a versatilidade de Dario Saric no ataque e os arremessos certeiros de Jon Diebler, o Efes perde bastante em espaçamento. O próprio quinteto titular que projetei não oferece quase nada disso, apenas Heurtel é um atirador confiável. Osman melhorou, mas ainda se destaca pelo seu QI defensivo e capacidade atlética que pelo chute. Brown é inconsistente demais neste sentido e DeShaun Thomas tem seu jogo muito mais voltado para o uso da força próximo ao aro, num estilo bem mais old school. Por isso a contratação de Bryce Cotton faz sentido. O baixinho tentou se firmar como armador na NBA, mas sempre se destacou por ser um pontuador de seis pés que joga sem a bola para chutar e buscar seus floaters no NCAA, torneio em que era um cestinha implacável. Além do mais, pode meter pressão defensiva, embora falte a maioria dos atributos defensivos de elite. Para arremessar ainda tem o ultra-talentoso Furkan Korkmaz. Draftado pelo Sixers, o ala de 19 anos vai buscando mais um passo em seu desenvolvimento. Tem recursos para ser um jogador brilhante neste setor da quadra, mas a falta de experiência deve lhe limitar a correr por entre bloqueios e ficar paradinho na zona morta. E que evolua na defesa. No garrafão, a chegada do gigante de 2,16 metros de altura Alen Omic coloca uma referência no Pick-and-Roll e no Post up. Omic não é dos mais rápidos, mas possui mobilidade, ótimo gancho, jogo de pés e passe. Granger deve continuar como sexto homem infiltrador e criador, dividindo menos minutos com Heurtel que antigamente.

Micos da 2k: Como sempre, os elencos do NBA 2k16 chegam desatualizados para a Euroleague. Entendo a questão de incluir times europeus no torneio para fazer uma moral com o mercado do velho continente, mas o que custa colocar o elenco da atual temporada ou fingir que liga para ficar o mínimo parecido? Sim, Dario Saric continua no Efes e vai ser jogável também no Sixers. Granger melhor rating do time com 72? Demir melhor que Derrick Brown? Ai ai ai. Porém acreditem, fizeram muito pior com outros times.

%d blogueiros gostam disto: