Road to Glory: LeBron James – parte 1

TimeOut Brasil apresenta a nova série de textos sobre os astros da NBA, a Road to Glory, mas abordaremos uma época na qual ainda não eram tão conhecidos ou badalados como são hoje, detalharemos suas carreiras no high school e college basketball. Vamos passar por todos os anos da carreira do jogador, mostrar suas estatísticas e algumas curiosidades.

Para começar essa série, nada melhor do jogador que para muitos pode ameaçar o posto de Michael Jordan como o maior de todos os tempos, LeBron James. Espero que vocês gostem da leitura.

ANTES DO HIGH SCHOOL

LeBron James nasceu em 30 de dezembro de 1984, em Akron, Ohio. A sua mãe, Gloria James, tinha apenas 16 anos na época. Seu pai biológico, Anthony McClelland, era um ex-presidiário desinteressado em ser um pai. Gloria deu a LeBron o seu último nome.

A vida era muitas vezes uma luta para LeBron e sua mãe. Gloria lutou contra problemas pessoais durante a maior parte de sua infância. Alguns dos que foram trazidos pela morte de sua mãe, que faleceu quando LeBron era uma criança. Saltando entre trabalhos de varejo e de contabilidade, Gloria nunca conseguiu ficar em um só trabalho e ela junto com LeBron mudaram de apartamento em apartamento. Os dois passaram a conhecer todos os bairros de Akron, uma cidade com mais de 200.000 pessoas localizado a menos de uma hora ao sul de Cleveland.

Apesar de suas falhas, Gloria trabalhou duro para ser uma mãe amorosa e proteger LeBron da pobreza e da violência das ruas. Isso não era tarefa fácil, e às vezes a sua escolha de namorados parecia intrigante. Quando LeBron tinha dois anos, ela começou a namorar Eddie Jackson. Dentro e fora de problemas com a lei, ele foi para a prisão em 1990 por tráfico de cocaína agravada, (em 2002, ele se declarou culpado de fraude hipotecária e fraude postal). No entanto LeBron formou um vínculo com Jackson, e Gloria gostava de ter um homem que estava disposto a servir como uma figura paterna. Seus irmãos, Terry e Curt, também ajudaram.

Desde bem menino, LeBron mostrava instintos para o basquete. Gloria deu-lhe um aro em miniatura e bola quando ele era uma criança, e ele se divertiu durante horas todos os dias com os brinquedos. LeBron também teve os genes necessários para ser um fenómeno do basquetebol de pernas compridas. Embora Gloria tivesse 1,65 m, ela tem parentes que são muito mais altos.

O estilo de vida nômade dos James começou a tomar-se um problema, quando LeBron entrou na escola primária. Envergonhado por sua vida em casa, ele não fazia amigos com facilidade. E o foco nos estudos foi difícil. Ele encontrou uma saída para suas emoções e inteligência nos esportes. Basquete e futebol americano eram seus favoritos.

Até aquele momento, LeBron já demonstrava ser um atleta que iria se desenvolver com facilidade. Seu herói era Michael Jordan e ele modelou seu jogo a partir do seu ídolo. LeBron gostava de fazer infiltrações, bem como os arremessos depois dos jumpers, mas ele mostrava uma qualidade superior nos passes.

No futebol americano, LeBron jogava geralmente como wide receiver. Ele chegou a marcar 19 touchdowns em seis jogos no seu primeiro ano de futebol Pee Wee¹. Seu treinador era Frankie Walker, um homem que logo teria um efeito profundo em sua vida. Após a temporada terminada, Walker iniciou a sua história com a jovem estrela, agora na quarta série. Ele descobriu que LeBron tinha tudo para continuar na escola, mas desistiu. Walker confrontou Gloria, que admitiu que seu filho precisava de um ambiente mais estável, mas não conseguia dar isso ao LeBron. Eles concordaram que Lebron deveria mudar-se com Walker e sua família.

LeBron então conheceu a sua nova moradia. Walker e sua esposa, Pam, tinham três filhos, Chanelle, Frankie Jr. e Tanesha. Todos na casa, incluindo LeBron, foram responsáveis por tarefas diárias. A estrutura familiar fez maravilhas para ele. Como um aluno da quinta série, ele recebeu o prêmio de atendimento de sua escola.

Walker também teve um impacto positivo no basquete do Lebron. Entre outras coisas, ele ensinou o jovem a arremessar com a mão esquerda.

Após 18 meses vivendo separada de seu filho, Gloria levou ele de volta. Mas quando os problemas financeiros surgiram, LeBron voltou para os Walkers. Eventualmente, eles chegavam a um acordo para ajudar Gloria pagar o aluguel. Walker e sua esposa queriam garantir que LeBron sempre tivesse um lugar na área de Akron que ele poderia chamar de lar.

Para LeBron, outra vantagem de viver com a Walkers era sua amizade com Frankie Jr. Os dois se juntaram com outros quatro garotos – Sian Cotton, Dru Joyce III, Willie McGee e Romeo Travis. Juntos, eles formaram uma equipe fantástica na quadra de basquete. Nas noites de domingo, eles se reuniram no Akron Jewish Community Center, onde Keith Dambrot, o ex-treinador na Universidade Central Michigan, treinavam os garotos.

LeBron e Dru, que jogava de armador, se tornaram amigos muito próximos. Na verdade, quando LeBron tinha 12 anos, ele passou a maior parte daquele verão vivendo com a família de Joyce.

Não demorou muito para LeBron e sua equipe a ganhar reconhecimento em torno de Akron. Eles aprenderam os fundamentos do basquete de Dambrot e desenvolveram uma tremenda química com o outro. Literal e figurativamente, LeBron foi crescendo mais que seus amigos. Na oitava série ele tinha 1,82 m de altura, poderia jogar em todas as cinco posições.

Conhecidos como Northeast Ohio Shooting Stars, LeBron e seus amigos treinados pelo Joyce pai, conseguiram se classificar pela primeira vez para o evento da Under Armour / 6º categoria AAU² em 1997. O campeonato nacional era disputado em Salt Lake City, Utah. Dois anos mais tarde, lá estavam eles mais uma vez no evento, agora na série final em Orlando, Flórida. O Shooting Stars ganharam seus primeiros cinco jogos para chegar na final Southern California All-Stars. Eles perderam de forma de cortar o coração, 68-66, mas LeBron foi o grande destaque daquela partida jogando de forma brilhante.

Até então LeBron, Joyce, Sian Cotton e McGee que se autoproclamaram ser o “Fab Four”, chegaram a uma primeira decisão. Depois daquela derrota, eles se comprometeram a continuar juntos na carreira. O quarteto decidiu ir para escola secundária Saint Vicent-Saint Mary, uma escola paroquial no centro de Akron. Mais conhecida por sua tradição de excelência acadêmica, SVSM estava prestes a estabelecer um novo legado, com LeBron liderando o caminho.

TEMPORADA COMO FRESHMAN

O calouro fez sua estreia no dia 3 de dezembro, quando ganhou um lugar no banco de reservas. A decisão de ir com LeBron foi fácil para Dambrot, que recentemente tinha sido contratado como treinador do SVSM. Vestindo o número 32, em homenagem a Julius “Dr. J” Erving, ele ajudou o Fighting Irish com 15 pontos sobre o seu rival paroquial Cuyahoga Falls.

lebron-freshman-yearjpg-a1dd43c17a64202f

Com LeBron e Maverick Carter (seu primo e um sênior All-State) liderando uma equipe talentosa, o Fighting Irish alcançou um recorde perfeito de 27-0 e ganharam o campeonato estadual, a primeira desde 1984. LeBron teve média de pouco menos de 20 pontos e foi um dos líderes da equipe em rebotes, assistências e roubos de bola. Seus instintos eram surpreendentes considerando sua idade e ele demonstrou uma qualidade intangível de fazer todo mundo na quadra mostrar o seu melhor. Dizia-se que IMG, a empresa de representação baseada em Cleveland, já estava sondando a ele.

Aqui estão as estatísticas da temporada dele como freshman:

lebron-hs-stats-fresh

¹ = Liga juvenil de futebol americano.

² = AAU (ou Amateur Athletic Union) é uma organização que patrocina eventos esportivos amadores. No basquete, eles patrocinam torneios na primavera, verão e outono de diversas faixas etárias. As faixas etárias são geralmente entre 19, 17 e até 15 anos de idade.

%d blogueiros gostam disto: