Exames comprovam existência de coágulos sanguíneos e Chris Bosh segue sem voltar as quadras

De acordo com relatório dado por Barry Jackson do Miami Herald, após ser submetido a exames médicos para o início da pré-temporada, foi diagnosticado que Chris Bosh ainda tem alguns coágulos sanguíneos o que impede o jogador de voltar as quadras.

Nas últimas duas temporadas Bosh foi assolado por esse problema com os coágulo. No último “surto” em fevereiro do ano passado, alguns médicos já apontavam que infelizmente a carreira do jogador de 32 anos teria chegado ao fim. A mais recente complicação não colocou a vida do jogador em risco, porém o mesmo só poderia voltar as quadras se estivesse 100% livre dos coágulos sanguíneos, caso contrário estaria sujeito a problemas maiores.

Durante todo o verão Chris Bosh vinha reforçando que estava bem e que tinha condições de retornar, porém o staff do Heat se manteve o tempo todo cauteloso quanto o retorno do ala-pivô, porém vários relatos davam a entender que o jogador iria estar de volta para a temporada 2016-17, fazendo um tratamento com anti-coagulantes o que lhe permitiria estar de volta as quadras, porém um exame de sangue durante um trabalho físico no início dessa semana fez com que o retorno do jogador fosse descartado devido a problemas.

Enquanto uma possível volta as quadras ainda está fora de cogitação, o Heat não vai permitir que venha a jogar sem antes tiver uma autorização médica que o declare livre dos coágulos e apto para desempenhar a função.

No relatório, Barry Jackson, ainda acrescenta que toda essa situação turbulenta vem abalando a relação entre a franquia e o atleta, tendo em vista que em março, Bosh havia encontrado um médico que iria ajudá-lo a ficar “limpo” dos coágulos, porém a equipe de Miami discordou e decidiu se manter à margem da situação.

Bosh, que ainda tem três anos de contrato com a franquia e US $ 76 milhões restantes em seu contrato atual, que ele vai receber, independentemente se ele jogar ou não. Porém o valor poderia aplicar-se para remover o seu contrato de seus livros (para fins de abrir espaço no cap) depois de 09 de fevereiro, para que isso aconteça é necessário que um médico designado conjuntamente pela liga e pela associação de jogadores concorde que o problema ofereça risco a vida de Chris Bosh.

Essa notícia é um tanto quanto desanimadora para o torcida rubro-negra, já que Bosh além de um ícone na franquia, seria peça fundamental nesse novo núcleo jovem do Heat, que recentemente perdeu seu maior ídolo, o ala-armador Dwyane Wade.

%d blogueiros gostam disto: