Olimpíadas TimeOut – Terceira Rodada Feminina: Dia 2

O TimeOut Brasil além de fazer uma das maiores coberturas da olimpíada Rio 2016 no que tange o basquete masculino, faz questão de trazer à tona em nosso portal o que de melhor acontece no torneio feminino olímpico.

Agora começaremos mostrando como foi a terceira rodada do grupo B.

GRUPO B
Espanha 89 v 68 China

espanha
A Espanha joga bem no segundo tempo e consegue uma boa vitória sobre as chinesas na Arena da Juventude.

O jogo começou como todos esperavam, muito disputado. Ambas as equipes trocaram a liderança por 14 vezes e empataram em 9 no primeiro tempo. A China foi para o intervalo perdendo de apenas 3 pontos. Na volta do intervalo, as chinesas começaram a apertar bastante as espanholas e chegaram ao empate no começo do terceiro quarto, mas esse praticamente foi o último suspiro das chinesas. A partir desse momento, as espanholas conseguiram controlar o ímpeto das asiáticas e abriram uma boa vantagem já no fim do terceiro quarto. O último quarto foi um monólogo espanhol, quando elas venceram com facilidade as chinesas o quarto por 25-9.

Destaque da partida: Não tinha como não ser a Torrens, ela terminou a partida com 32 pontos, 8 rebotes e 4 assistências. Romero também merece muito crédito com os seus 21 anos de idade, veio do banco e contribuiu com 16 pontos.

Visão Geral: A vitória permitiu Espanha melhorar para 2-1 o seu recorde e se recuperar de sua derrota contra os EUA na última segunda-feira. China caiu para 1-2 e isso pode abalar um pouco as chinesas para o próximo confronto.

USA 110 v 84 Sérvia

usa

O USA vence com facilidade a Sérvia na Arena da Juventude e segue invicta no torneio.

A equipe americana vem fazendo um torneio olímpico impecável, como todos esperávamos, mas hoje “sofreu” mais do que o normal. Mas o motivo desse sofrimento foi, o excesso de confiança. Nós que acompanhamos principalmente a WNBA e o College feminino, sabemos a qualidade dessas jogadoras e o quanto elas são dominantes em quadra.

Mas erros que aconteceram hoje, como a desatenção na defesa e o desperdício de alguns ataques, podem custar caro num possível confronto contra a Austrália por exemplo.

Nesse jogo, a Sérvia chegou a estar ganhando por 17-16 no primeiro quarto, mas USA tem a Diana Taurasi. E ainda no primeiro quarto, ela começou a aquecer os motores e conduzir uma corrida de 14-5 das americanas, que levou a vitória do quarto por 31-21. Depois desse pequeno sufoco no primeiro quarto, as americanas começaram a correr para abrir uma vantagem maior de 20 pontos na partida. No fim conseguiram, mas em diversos momentos foram ameaçadas pelas servias e nunca foi um jogo totalmente fácil.

A equipe americana só conseguiu esse placar elástico no final, pois também teve grande ajuda da Tina Charles. A pivô em diversos momentos foi o desafogo dessa seleção, já que nesse torneio não creio que exista alguém que pare ela dentro do garrafão. Nem a Cambage (Austrália), mesmo sendo bem forte, não é habilidosa na defesa.

Destaque da partida: Com USA mostrando sinais de vulnerabilidade, quem chamou mais uma vez o jogo para si, foi a Diana Taurasi. Ela terminou a partida com 25 pontos.

Visão Geral: Após 3 jogos, os USA estão invictas. Para elas só resta esperar as quartas de final. Já a Sérvia, é obrigada a ganhar da China e do Senegal se pretende avançar a fase do torneio.

Canadá 68 v 58 Senegal

canada

Canadá vence Senegal em um jogo feio na Arena da Juventude e segue invicto na competição.

As canadenses se juntam ao USA como as únicas equipes invictas no grupo. Mas para o Canadá, a vitória teve uma outra importância. É a primeira vez que a equipe vence mais de dois jogos em uma competição olímpica.

O Senegal começou muito bem partida, marcando os cinco primeiros pontos do jogo. Mas foi o único momento que as senegalesas ficaram à frente no placar. O resto do jogo foi controlado pelas canadenses sem muitos sustos, mas a grande quantidade de erros de ambas as equipes deixou o jogo bem feio para os espectadores. E mais uma vez, as senegalesas mostraram uma vulnerabilidade imensa na defesa e um ataque nada eficiente, que custou a vitória no fim.

Destaque da partida: Tamara Tatham foi a grande destaque com 13 pontos, 10 rebotes e 3 roubos de bola.

Visão Geral: Enquanto o Canadá garantiu uma vaga nas quartas-de-final, o Senegal está com um recorde 0-3 e vai enfrentar adversários difíceis pela frente. Como a Espanha e a campeã europeia, Sérvia.

Depois do término da terceira rodada, está assim os grupos dessa olimpíada:

A

B

%d blogueiros gostam disto: