Analisando os Playoffs: Conferência Oeste – (1º) Warriors x Thunder (3º)

(3º) Oklahoma City Thunder x Golden State Warriors (1º)

Campanhas: 55-27 x 73-9

Confrontos na Temporada Regular:

Thunder x Warriors

06/02 – Thunder 108 @ 116 Warriors

27/02 – Warriors 121 @ 118 Thunder

03/03 – Thunder 106 @ 121 Warriors

Jogador que pode desequilibrar pelo Thunder:

Kevin Durant: O ala é quem apresenta mais chances de ser o nome do OKC na série, que será disputadíssima. O atleta de 27 anos, que terminou no TOP 5 da corrida pelo MVP, é o primeiro nome que vem à mente quando se pensa em “destaque do Thunder”. KD sempre fez boas aparições contra o Golden State Warriors, inclusive nas três derrotas durante a temporada regular de 2015-16; conseguindo marcar 40, 37 e 32 pontos nas respectivas partidas. O ala tem uma mobilidade incrível para seu tamanho e caso pegue um marcador nas rotações defensivas que não seja Draymond ou Iguodala, com certeza, vai punir o adversário. Kevin cobrou 28 lances livres nos três jogos da regular, quase 10 por embate; abusará de seu tamanho nas infiltrações e dificultará para Harrison Barnes, que poderá ter seus minutos reduzidos devido a isso. Durant teve médias de 28.2 pontos, 8.2 rebotes e 5 assistências durante a temporada regular; na semifinal contra o Spurs, o ala conseguiu 28,5 pontos, 6,6 rebotes e 4 assistências por jogo, aproveitando 51.4% de seus arremessos.

Jogador que pode desequilibrar pelo Warriors:

Stephen Curry: sem sombra de dúvidas o duas vezes seguidas MVP será o destaque do Golden State Warriors na série. Com um início complicado na pós-temporada, contando com duas lesões seguidas, as quais assustaram os fãs dos guerreiros, Curry se mostrou bem nas últimas duas partidas em que atuou após a lesão; conseguindo 40 pontos (sendo 17 no OT e se tornando o único atleta na história a ter conseguido tal feito) na partida de volta da lesão e 29 pontos e 11 assistências no embate que fechou a série contra o Blazers. O armador será a principal arma ofensiva do GSW, principalmente com o pick and roll nos momentos em que Enes Kanter estiver em quadra pelo Thunder. Steph conseguiu lances memoráveis em suas aparições nesta temporada, e um de seus momentos mais marcantes foi a cesta para ganhar o jogo na prorrogação contra OKC, o armador deixou todos boquiabertos e sem reação alguma. Curry teve médias de 30.1 pontos, 6.7 assistências, 5.4 rebotes, 2.1 roubos de bola e ingressou no clube dos 50-40-90 temporada regular.

Técnicos: Steve Kerr (Golden State Warriors) x Billy Donovan (Oklahoma City Thunder)

Segunda temporada como técnico principal x primeira temporada como técnico

1 título na NBA como técnico x primeira vez na pós-temporada

1 vez treinador do ano x nenhuma vez treinador do ano

Steve Kerr detém a vantagem, ao menos no papel, quando o assunto é falar sobre qual técnico pode se sobressair. Kerr já foi às Finais, venceu a NBA em sua primeira temporada e comandou a equipe de Oakland para o recorde de 73 vitórias em 82 partidas. Donovan mostrou bastante potencial em seu primeiro ano, mas por ainda ser novo, a vantagem fica com Steve Kerr, que se mostrou um monstro na hora de fazer ajustes nas equipes e um dos melhores técnicos desenhando jogadas após pedidos de tempo durante os jogos.

Raio-x dos quintetos iniciais

PG – Stephen Curry x Russell Westbrook: vantagem Warriors

SG – Klay Thompson x Andre Roberson: vantagem Warriors

SF – Harrison Barnes x Kevin Durant: vantagem Thunder

PF – Draymond Green x Serge Ibaka: vantagem Warriors

C – Andrew Bogut x Steven Adams: empate

Análise pessoal do confronto: Uma série que tem tudo para ser memorável, times incríveis e com seus atletas principais vivendo um belo momento. Por se mostrar uma equipe histórica durante esta e a última temporada, vejo o Warriors com vantagem na série, porém tudo pode acontecer, pois a equipe de Oklahoma nunca vendeu nenhuma vitória facilmente para GSW. Westbrook abusará das transições, e o Warriors vai precisar ficar ligado nos rebotes, onde poderá ser mais prejudicado. Muito provável que Iguodala ganhe bastantes minutos nos jogos, principalmente para marcar Kevin Durant. Cada detalhe e mudança serão completamente cruciais, será um jogo de adaptações, e não poderemos contar com o OKC deixando sua vantagem ir embora no último período. Uma digna Final de Conferência.

Palpite: Warriors em 5 jogos.

%d blogueiros gostam disto: