LDB – Segunda etapa

TimeOut Brasil 16

A Liga de Desenvolvimento chega a sua segunda parte. Estamos falando das semifinais da quarta edição da maior competição de base do basquete brasileiro.

Seguindo o regulamento da LDB, as oito melhores equipes da fase de classificação foram divididas em dois grupos e jogarão entre si. As duas melhores de cada chave se classificarão ao Final Four.

Os jogos serão disputados nos dias 02, 03 e 04 de Março, todos no Esporte Clube Pinheiros (SP). A novidade desta edição, é a transmissão ao vivo via web de todas as partidas. Vamos aos grupos:

O grupo da morte com certeza será o grupo B, que possuí Paulistano/Unimed, UniCEUB/BRB/Brasília, o atual campeão Flamengo, e o líder invicto Basquete Cearense. Sim, os garotos do nordeste do país venceram as 23 partidas disputadas, todas fora do seu estado.

No Grupo C estão os donos da casa Pinheiros/SKY, Winner/Limeira, Sport Club do Recife e Paschoalotto/Bauru.

Quase todas as equipes possuem jogadores que já jogam a NBB com o time profissional, e essas serão as principais armas para conseguir a vaga ao final four.

O Paulistano por exemplo, contará com o armador Arthur Pecos, que joga cerca de 9 minutos dos 16 jogos que foi selecionado, e tem média de 18,3 pontos na LDB.

O Brasília possui o ala-armador Gustavo Scaglia, que nesta edição da LDB, possui as melhores médias em 3 fundamentos da equipe. São 13,1 pontos por jogo, 6.6 rebotes e 3.1 assistências por partida.

O Flamengo tem uma das estrelas do campeonato. O pivô Felício que foi inscrito no último Draft da NBA mas não foi selecionado mesmo após sendo o melhor jogador do Pré-Draft, é o cestinha da equipe com média de 17 pontos por jogo, e está sendo um monstro no garrafão com 14,4 rebotes por partida.

Já o líder e favorito ao título Basquete Cearense tem em seu plantel o maior nome do campeonato, Davi Rossetto. O armador de 22 anos é o jogador que fica mais tempo dentro de quadra já no time profissional, são 32 minutos por partida. Ele é o cestinha da equipe na edição da LDB com média de 12,5 pontos por jogo, e o líder em assistências, são 4,2 por partida.

O anfitrião da etapa Pinheiros possuí a grande revelação do basquete brasileiro, estamos falando do armador Georginho que vem encantando cada vez mais quem assiste os seus jogos e se impressiona com tamanha facilidade que ele impõe seu jogo. O jovem camisa 14 inscrito para o Draft da NBA esse ano possui uma média de 4,1 assistências por jogo. A equipe Pinheirense ainda conta com o cestinha do campeonato Lucas Dias, o ala tem médias de 21,3 pontos por jogo e 9,2 rebotes por confronto.

No Limeira a coisa muda um pouco, o time conta com um bom trabalho coletivo. O garrafão é muito bem fechado pela dupla Dú Sommer e Matheus. E as bolas certeiras de 3 pontos do ala Higor foram essenciais para o time do interior de São Paulo chegar a essa fase com apenas 6 derrotas em 23 partidas disputadas.

O Sport acredita no seu capitão Victinho Correia, o armador é dono de médias de 14,1 pontos por jogo e 4,7 assistências por partida. Quem também se destaca na equipe nordestina é o ala Chandler que tem 7,1 rebotes por jogo. O Sport teve o terceiro melhor ataque da primeira fase com 79,9 pontos por jogo de média.

O Bauru também aposta no jogo coletivo, e possui cinco jogadores registrando média superior a 10 pontos por jogo. Os destaques são o armador Carioca com médias de 16,5 pontos e 4,4 assistências por jogo. O líder em rebotes é Wesley Sena com 6,8 bolas recuperadas por partida.

Boa Sorte á todas as equipes e que o campeonato traga bons frutos para o futuro do nosso esporte.

%d blogueiros gostam disto: