Na volta de Garnett, Wolves passeia sobre o Wizards

garnett_wolves

O Target Center vivenciou uma noite de emoções. Além da fácil vitória do Minnesota Timberwolves (13-43) sobre o Washington Wizards (33-25) por 97 x 77, os torcedores de Minneapolis assistiram a reestréia de Kevin Garnett pelos Lobos, com a mítica e histórica camisa 21.

É evidente que Kevin teve uma atuação apenas discreta, com cinco pontos, oito rebotes e dois tocos, mas bem a verdade, tais estatísticas pouco importaram. A homenagem feita ao jogador foi arrepiante e com certeza empolgou o time em quadra. É até engraçado atestar que quando Garnett estreou pelo Wolves em 1995, Andrew Wiggins, por exemplo, tinha apenas três meses de idade.

Mas o cestinha da partida foi Kevin, ainda que não Garnett. O xará Martin marcou 28 pontos, sendo bem ancorado pelo duplo-duplo de Nikola Pekovic (15 pts, 13 rbt) e por Wiggins, que marcou 19 pontos e deu dois tocos.

Já pelo lado do Wizards, que vem em queda livre, o back-to-back após a derrota para o Warriors pesou. O cestinha da equipe foi o criticado Otto Porter Jr., com 13 pontos. Marcin Gortat até brigou no garrafão, conjugando nove pontos e 15 rebotes, enquanto o brasileiro Nenê Hilário somou 12 pontos e quatro rebotes, mas cometendo cinco desperdícios de posse de bola. A franquia vive um péssimo momento e depende muito do rápido retorno de Bradley Beal.

As franquias pegam a estrada e voltam a jogar nesta sexta-feira. O Wolves vai ao United Center para enfrentar o Chicago Bulls, enquanto o Wizards tem boa chance para retomar o caminho das vitórias, duelando contra o Philadelphia Seventy-Sixers no Wells Fargo Center.

%d blogueiros gostam disto: