Sol, Pelicano ou Trovão? A oitava vaga do Oeste virá do céu!

oitava_vaga_oeste

Ingressando na segunda metade da temporada, a disputadíssima e feroz Conferência Oeste aparenta ter sete times já garantidos na pós-temporada. Warriors, Grizzlies, Clippers, Rockets, Blazers, Mavericks e Spurs caminham a passos largos para a verdadeira guerra que serão os playoffs do lado esquerdo do mapa norte-americano.

A grande dúvida neste momento é saber qual franquia se juntará aos sete contenders listados acima. Atualmente, a vaga seria do Phoenix Suns, já que os comandados de Jeff Hornacek possuem um cartel de 26 vitórias e 20 derrotas, inclusive com um desempenho muito semelhante atuando em casa ou fora dos seus domínios. O rápido jogo de transição, liderado pela dupla Goran Dragic/Eric Bledsoe e pelo backup Isaiah Thomas, além da evolução de atletas como Markieff Morris e Alex Len, credenciam a equipe a provavelmente desafiar o Golden State Warriors e os Splash Brothers, num confronto perigoso para a equipe sensação da conferência.

Um jogo e meio atrás da equipe do Arizona, o New Orleans Pelicans aparece com um recorde de 24 vitórias e 21 derrotas. A franquia da Lousiana possui um sério candidato ao título de MVP da temporada, o ala-pivô Anthony Davis. Após um início bastante animador, a franquia caiu de rendimento, fruto dos sérios problemas de rotação, principalmente no perímetro. Para muitos analistas é o azarão nesse “triangular”, ainda que não se possa duvidar de um lineup que além de Davis, conta com o bom defensor Jrue Holiday e o sempre eficiente Tyreke Evans.

Por fim, chegamos ao Oklahoma City Thunder, que aparece no momento com 23 vitórias e 22 derrotas. A franquia sofreu bastante no início da temporada com as longas ausências de Russell Westbrook e principalmente de Kevin Durant, MVP no ano passado. Além dos dois all-stars, alguns atletas do elenco de apoio igualmente se machucaram, como Reggie Jackson, Perry Jones e Mitch McGary, o que atrapalhou bastante a equipe azul e branca. Mas cumpre ressaltar que sem Westbrook e Durant, o OKC performou um recorde de 5 vitórias e 12 derrotas, o que até motivou comentários de que a temporada estava perdida e o ideal seria acreditar no próximo recrutamento. Mas o retorno do armador, e posteriormente do ala, influenciaram diretamente na subida da equipe, que já se encontra com mais triunfos do que revezes.

A briga vai ser boa, já que o elenco do Suns mostra ser quente, o Pelicans tem um Davis que sabe voar e o Thunder tem uma dupla ensurdecedora. Deixe seu palpite e olhe para o céu.

%d blogueiros gostam disto: