Mo Williams faz 52 pontos e entra para a história do Wolves

wolves_pacers

Numa atuação simplesmente inesquecível, o armador Mo Williams fez história,  anotando 52 pontos na vitória do Minnesota Timberwolves (6-31) sobre o Indiana Pacers (15-25) por 110 x 101. Além de ser a melhor marca individual da atual temporada da NBA (superando os 46 pontos de Carmelo Anthony e de Pau Gasol), a pontuação do jogador foi a maior da história da franquia, superando lendas de Minneapolis como Kevin Garnett, Kevin Love e Sam Cassell. Curiosamente, a marca ocorreu em Indianapolis, cidade norte-americana com intensa e direta ligação com o basquete.

A vitória encerrou uma lastimável série de 15 derrotas dos Lobos, que inegavelmente têm sofrido bastante com lesões, numa temporada que parecia bastante promissora antes de começar. Além do score absurdo de Williams, o Wolves contou também com 20 pontos do calouro Andrew Wiggins, cada vez mais se isolando como favorito ao prêmio de rookie do ano. Outra promessa, o segundanista senegalês Gorgui Dieng, combinou dez pontos com igual número de rebotes.

Pelo lado do Pacers, que segue brigando pelas derradeiras vagas de pós-temporada no Leste, destaques para os “xarás” CJ Miles (22 pts, 5 rbt) e CJ Watson, com 17 pontos e cinco assistências. O criticado Rodney Stuckey emergiu do banco de reservas, contribuindo com 13 pontos e cinco rebotes.

O jogo teve algumas trocas de liderança no início, mas o Pacers consolidou relativa vantagem nos segundo e terceiro períodos. O último quarto contou com a mão calibrada de Williams, que fez 18 pontos apenas nessa parcial, culminando com um placar de 41 x 26 para os visitantes e a consolidação da virada.

Ambas as franquias voltam à quadra apenas na próxima sexta-feira: O Pacers recebe um emergente Detroit Pistons, enquanto o Wolves viaja ao deserto para enfrentar o Phoenix Suns.

%d blogueiros gostam disto: