A magia parece estar acabando em Orlando

76ersFV

O confronto da noite de ontem (21) entre o Philadelphia 76ers e Orlando Magic não foi bonito, mas foi necessário. 

Amway Center, casa do Orlando Magic e palco da disputa entre os dois times teve publico de 15.682 pessoas, ambos os times vinham de derrotas consecutivas, o Sixerss não enxergava uma vitoria desde a partida contra o Detroit Pistons na noite de 6 de dezembro, enquanto a última vitoria do Magic foi contra o Atlanta Hakws, no dia 13 de dezembro.

Os torcedores do Magic estavam fazendo pressão nos últimos dias para a mudança nos titulares, Evan Fournier e Channing Frye, que foram substituídos pelo calouro-sensação Elfrid Payton e Kyle O’Quinn respectivamente. O objetivo era melhorar a circulação da bola, talvez com um jogo mais rápido.

1º Tempo: O jogo começou com as duas equipes nervosas e oscilando bastante. O Sixers contava com a boa atuação de Michael Carter-Williams, enquanto o Magic conseguia abrir seguidas vantagens no placar,  constantemente reduzidas pelos sucessivos apagões da franquia da Florida. O primero quarto terminou com parcial favorável aos comandados de Brett Brown, em 23 x 20. Já no segundo quarto, o panorama mudou e forçando o jogo no garrafão com Nikola Vucevic, aliado a seguidos erros de Philadelphia, Orlando venceu o período por oito pontos, indo para o vestiário com 42 x 37 no placar.

2º Tempo: O terceiro quarto começou e parecia que tudo iria continuar às mil maravilhas para o time do Magic, que  novamente com a ajuda de Vucevic, abriu logo uma vantagem de 11 pontos. Mas sem trocadilho, essa é a magia do basquete e tudo pode acontecer. O Sixers apertou a defesa e começou a reagir, impedindo o adversário com uma cerrada marcação no paint  e retomando a liderança no final do quarto (64 – 60), quando brilhou a estrela do calouro Jerami Grant.

No último quarto, todos esperavam nova reação de Jacques Vaughn e seus pupilos, mas não foi o que aconteceu. Liderados por Carter-Williams, o Sixers manteve sempre a dianteira e não descuidou da marcação. Os torcedores de Orlando viram  um time ainda mais confuso e que passou 2 minutos do último quarto sem marcar um mísero ponto. No fim, a surpreendente derrota por 96 x 88 foi mais do que justa e o Sixers alcança sua terceira vitória, curiosamente fora de casa como as demais.

Destaques:

    Magic

     Victor Oladipo: 23 pontos, três roubadas.
     Tobias Harris: 17 pontos, quatro rebotes.
     Evan Fournier: 16 pontos.
     Nikola Vucevic: 19 pontos, 17 rebotes.

    76ers

     Nerlens Noel: 13 pontos, 12 rebotes.
     Henry Sims: 12 pontos, 12 rebotes.
     Robert Covington: 11 pontos, dez rebotes.
     Michael Carter-Williams: 21 pontos, seis assistências.

%d blogueiros gostam disto: