Celtics, o fim de uma era, e o começo de um novo ciclo

Boston-Celtics-World-Championship-2008-boston-celtics-17888820-1024-768

Amigos, é o fim de uma era, é realmente muito triste relembrar aquela época, e pensar que daquilo nada restou, sei que todos ficaram surpresos, até muitos irritados, mas é preciso saber entender os reais motivos, o que não vem ao caso neste momento, verdade é que, o que fica sempre, são os momentos felizes e vitoriosos, nós que estamos passando por este infeliz momento, ainda teremos o prazer de relembrar com felicidade dessa geração de Rajon Rondo, Paul Pierce, Kevin Garnett, Ray Allen, e outros importantes jogadores, em algum momento nosso de comemoração de um novo título, em casa, ou em algum bar, com amigos, ou sozinho, e ter orgulho desta geração, que alguns, como eu, tivemos o prazer de acompanhar, quando vai acontecer, só Deus sabe, mas vai acontecer, e não lembraremos da raiva que cada um sentiu por Danny Ainge, só lembraremos das conquistas, pode ser que seja na era Smart, não importa, mas vai chegar este momento, tenham certeza, acreditem!

É triste pensar que este time que me fez Celtics eternamente, foi “extinto”, cada um de nossos ídolos defendendo outras cores, mas não na nossa memória, pois em nosso corações, estes serão eternos, sendo sincero meus amigos, neste momento, em que a ficha está a cair não consigo sentir raiva de Ray Allen, por mais que eu tente, só consigo lembrar de seus grandes momentos aqui, daquela final de 2008 em que foi impecável, lembro-me de sua vibração, lembro de sua mãe que sempre esteve presente em nosso ginásio, lembro dele comemorando o título com seu filho no colo, só enxergo aquele Allen, não consigo sentir ódio daquela pessoa que tanto nos fez mal depois daquele momento.

Como esquecer de Garnett, um monstro que sempre honrou nossa camisa, e de Pierce, nosso grande ídolo, como esquecer? E agora Rondo, com suas jogadas mágicas, que deixam qualquer marcador fora de si, foi um ciclo vitorioso que se fechou aqui, vamos dar espaço aos novos jogadores, vamos depositar nossa confiança, vamos permitir o começo de uma nova era, veja por quanta coisa passamos para chegar aos 17 banners pendurados no teto do TD Garden, vamos ser gratos por todos que honraram esse manto sagrado verde.

Não vamos abandonar agora nosso Celtics, ele precisa de nós, por mais que não estejamos presentes, nos jogos, o apoio é importante, o acreditar é importante. Independente de elenco serei sempre Celta, contarei aos meus futuros filhos e netos, como foi acompanhar essa geração, vamos passar aos nossos filhos esse amor pelo Celtics. Que seja hereditário, e eterno!

Deus não vai nos permitir mais tantas décadas sem títulos, vamos ver muitos ainda, mas depende muito de nós, da nossa torcida, o diferencial do maior time da NBA é esse, sua torcida!

É o começo de uma nova era, uma nova geração, vamos dar apoio total aos que chegam e aos nossos garotos, vamos depositar nossa confiança em Marcus Smart, Kelly Olynyk, James Young, Avery Bradley, Tyler Zeller, em Jared Sullinger, enfim, nossa base é essa, o nascimento de mais um grandioso e histórico Celtics, é assim que vejo. Não é um tank que vai diminuir o tamanho de nossa franquia ou de nossa história, estamos em processo de reconstrução, vamos ser pacientes.

Aos que leram, deixo meu muito obrigado, e o pedido, que nunca abandonem nosso Celtics, pois o maior patrimônio, não são os 17 canecos, nem seus grandes ídolos, mas sim a sua maravilhosa torcida, a melhor do país, a melhor do mundo!

Quero agradecer também ao espaço que tenho no TimeOut Brasil para poder expressar tudo que sinto por esse esporte tão maravilhoso que é o basquete dia a dia, e peço desculpas aos leitores e colaboradores que são torcedores de outras franquias, por uma postagem tão voltada à uma só torcida e equipe, sei que é um site democrático, que abre espaço para torcedores de todas as nossas equipes da NBA. No mais, muito obrigado.

%d blogueiros gostam disto: