Grizzlies vence o Spurs após 63 minutos de batalha

Tiago Splitter, Boris Diaw, Zach Randolph

Foi simplesmente sensacional e épico. Numa maratona com três prorrogações, o Memphis Grizzlies (21-4) confirmou a excelente fase e bateu o San Antonio Spurs (17-9) em pleno AT & T Center, por 117 x 116. A franquia do Tennessee segue na cola do Golden State Warriors, com apenas meio jogo de desvantagem.

Como é natural num jogo com tempo-extra triplo, foram doze trocas de liderança ao longo da partida. O Grizzlies largou muito bem, fechando o quarto inicial em 34 x 15, mas os comandados de Gregg Popovich reagiram, reduzindo a diferença para sete pontos no intervalo. Os dois quartos finais foram igualmente ganhos pela franquia texana, de modo bastante apertado, com Danny Green levando a torcida do atual campeão ao delírio, convertendo um tiro de fora quando o relógio marcava 2,5 segundos para o final do confronto.

A primeira prorrogação terminou empatada em dez pontos, com Manu Ginobili desperdiçando a chance de vitória no zeramento do cronômetro. As equipes voltaram à quadra para nova igualdade, desta vez em nove pontos e o inacabável Tim Duncan foi o responsável por mais um empate, com um jump shot “at the buzzer“, deixando David Joerger totalmente incrédulo.

Na terceira prorrogação, com todos já bem consumidos pelo cansaço, um festival de erros plenamente justificáveis. Melhor para o Grizzlies, já que Manu Ginobili chutou bisonhamente uma bola de três que daria a vitória ao Spurs e numa parcial de 6×5, o triunfo foi da franquia mais “ocidental” do Oeste.

Pelo lado de Memphis, destaques para os 26 pontos e nove rebotes de Marc Gasol, bem como as dez assistências e 14 pontos do armador Mike Conley. Mas o grande nome foi o ala-pivô Zach Randolph. O carismático “Z-Bo” marcou 21 pontos e apanhou igual número de rebotes, protagonizando um memorável duelo contra Duncan e Boris Diaw.

Já os alvinegros, desfalcados de Kawhi Leonard e Tony Parker, contaram com grandes atuações de Green (25 pts / 7 rbt) e Diaw (17 pts / 13 rbt), além de mais uma marca fantástica de Duncan, que combinou 23 pontos, 16 rebotes e três bloqueios aos 38 anos de idade. Apesar dos erros decisivos, Ginobili merece ser elogiado, chegando próximo de um triplo-duplo (21 pts / 8 rbt 8 ast). O brasileiro Thiago Splitter teve discretíssima participação, com quatro pontos e cinco rebotes em cerca de 24 minutos de quadra.

Ambas as franquias veem a bola laranja novamente subir nesta sexta-feira e jogando nas respectivas casas. O Grizzlies recebe Derrick Rose e o Chicago Bulls, enquanto Duncan e seus companheiros medirão forças contra o empolgado Portland Trail Blazers.

 

%d blogueiros gostam disto: