Lebron James no Cavs: “Não vou permitir que as pessoas sejam egoístas”

cavs-lebron-james

O ataque de Cleveland parecia muito melhor no segundo jogo do que no seu primeiro, e não deve demorar muito para que a equipe se entrose e descubra o novo sistema do treinador David Blatt.

Enquanto se desencadeia o período de adaptação, é evidente  que os egos ficarão em xeque e a bola terá que cair. Mas neste ínterim, Lebron James, Kevin Love, Kyrie Irving e Dion Waiters provavelmente verão suas médias declinarem, notadamente no caso do ex-jogador dos Wolves, que migrou de uma franquia em que era “o cara” e podia caçar suas estatísticas, para um contender e sendo obviamente um coadjuvante para Lebron.

Mas James não enxerga como um problema. “Não vou permitir que as pessoas sejam egoístas. Se você está em um time, automaticamente, precisa deixar o egoísmo de lado, e pensar no todo. Não estou preocupado com isso.”

Em geral, egoísmo não parece ser um problema, embora o Cavs seja apenas o 25º no ranking de assistências, com uma taxa reconhecidamente minúscula. É esperado e bem provável que a franquia de Ohio suba bastante neste quesito e o ataque potencialmente mortal, faça vítimas em sequência.

Até aqui o desempenho é aceitável, já que não houve uma grande pré-temporada para afinar o entrosamento, além de uma viagem ao Brasil para o Global Games. Mas vejamos as cenas dos próximos capítulos, já que a derrota acachapante de ontem, para um Blazers que brigará apenas pelas últimas vagas no Oeste, soa como um princípio de alerta.

%d blogueiros gostam disto: