Lebron James: o filho pródigo

 

Caros leitores,

o relato da parábola bíblica sugere que o jovem deixou a casa dos pais para viver de forma dissoluta, gastando todo dinheiro da herança que lhe pertencia com tudo aquilo que era aprazível a seus olhos.

Mas o superstar Lebron James draftado em 2003, pelo Cleveland Cavaliers, não teve a mesma motivação que citamos acima. Lebron deixou Ohio em 2010 com a intenção de ser campeão pela primeira vez da NBA. O estigma de “pipoqueiro” o assombrou por muitos anos, mesmo jogando em uma equipe onde era o principal jogador, fora acusado diversas vezes de se esconder em algumas partidas, deixar as decisões para outros jogadores nos momentos cruciais, mas os números do astro desmentem tal argumento. Na primeira passagem pelo Cleveland Cavaliers, Lebron obteve dois prêmios de MVP, e levou a franquia a cinco participações nos Playoffs.

Para se ter uma ideia, exemplificaremos nesse momentos a pontuação do atleta durante a temporada em que esteve em Ohio: FG 41.07 (03-04/ 20.9 Pontos) FG 47.2 ( 04-05/ 27.2 Pontos) FG 48.0 (05-06 / 31.04 Pontos) FG 47.6 (06-07 / 27.03 Pontos) FG 48.4 (07-08 / 30.0 Pontos) FG 48.9 (08-09 / 28.04 Pontos) FG 50.3 ( 09-10 / 29.07 Pontos). Os números demonstram que a participação do jogador pela franquia de Cleveland foi muito produtiva, sendo assim, rotula-lo de “Popcorn” não há sentido algum.

 

 

 

Há cerca de 3 meses atrás, o pródigo Lebron James causara um frisson impressionante na NBA, e em especial na cidade de Ohio. Lembram-se da passagem bíblica citada na introdução do texto? Pois então, o relato “sagrado” termina dizendo que ao retornar para casa, o jovem ao contrário do que pensava foi recebido com grande festa por seu pai que trocou suas vestes, deu-lhe um anel da família, e o abraçou dizendo: “Este meu filho estava morto e reviveu, esteve perdido e foi achado” James não teve uma vida de lascívias, e tampouco passara necessidade física. Lebron foi impulsionado a tomar a decisão de sair de Cleveland porque seu emocional já estava no limite e o desejo de ganhar um campeonato era latente. Seus olhos brilharam ao vislumbrar a parceria com Wade e Bosh, e em 2012, seu sonho foi concretizado: Campeão da NBA.

Hoje, o astro está de volta a Ohio para cicatrizar a ferida deixada nos torcedores da franquia, e fazer da mesma uma equipe vencedora. I’m Coming Home, Lebron James!

%d blogueiros gostam disto: