Previsão da Temporada: Sacramento Kings

Kings

Equipe: Sacramento Kings

Conferência: Oeste

Divisão: Pacífico

Temporada 2013-14: 28V-54D, 13º na Conferência Oeste

Playoffs: Não Participou

Elenco (Até o momento):

Armadores: #7 Darren Collison / #9 Ramon Sessions / #0 Deonte Burton/ #3 Ray McCallum

Ala-armadores: #23 Ben McLemore / #33 Trey Johnson / #10 Nik Stauskas

Alas: #8 Rudy Gay/ #18 Omri Cassipi

Ala-pivôs: #13 Derrick Williams / #30 Reggie Evans / #24 Carl Landry / #34 Jason Thompson / #31 David Wear/ #25 Eric Moreland

Pivôs: #50 DeMarcus Cousins / #5 Ryan Hollins / #32 Sim Bhullar

Treinador: Michael Malone

GM: Pete D´Alessandro

Principal jogador: DeMarcus Cousins

Quem pode surpreender: O Sacramento Kings tem sabidamente um Big Two, com Gay e Cousins. Fora os dois, recentemente campeões mundiais Fiba, talvez a possível surpresa seja exatamente o calouro canadense Nik Stauskas, que sem grande concorrência na posição 2 pode até amealhar a titularidade.

Calouros: Nik Stauskas, Deonte Burton, Eric Moreland, David Wear, Sim Bhullar

Quem chegou: Darren Collison, Ramon Sessions

Quem saiu: Isaiah Thomas, Wayne Ellington, Jason Terry, Willie Reed, Jared Cunningham

Principal Contratação: Darren Collison. O armador sai da sombra de Chris Paul e inicia o ano como titular, ainda que com a concorrência de Ramon Sessions. Terá como principal função abastecer o Big Two. Apesar de grande promessa na UCLA, nunca teve uma grande temporada e sua média histórica de 12 pontos e 5 assistências por partida não anima. Resta saber como Smart armará o time, sem um armador pontuador como era Isaiah Thomas.

Destaques positivos: O destaque positivo é ter no elenco o que para muitos é o melhor pivô da atualidade. DeMarcus Cousins evolui a cada ano e vem da sua melhor temporada na Liga, com mais de 22 pontos e 10 rebotes por jogo. Ele tem a companhia do carismático Rudy Gay, que costuma contribuir com mais 20 pontos por partida, apesar de parecer sonolento em alguns momentos. Mas é uma dupla que impõe respeito a qualquer outra franquia.

Destaques negativos: O perímetro é um dos mais fracos da Liga, ainda mais agora com a perda do scorer Isaiah Thomas. Na posição 2, como já citado acima, o segundanista Ben McLemore tem que abrir o olho para não perder posição para o emergente calouro Nik Stauskas. O desequilíbrio do elenco é latente e para ajudar Cousins nos violentos garrafões do Oeste, o titular na posição 4 é o apenas regular Jason Thompson e isso com inacreditáveis SEIS ala-pivôs no plantel.

Resumo: Seguidas escolhas questionáveis nos recrutamentos pesam muito na formação do elenco. O Sacramento Kings parece viver um rebuild interminável e desde 2006 não aparece na pós-temporada. Além disso, a formação do Big Two por ocasião da troca gigantesca com os Raptors, que levou Rudy Gay para a capital da California, tirou toda a profundidade do plantel e teve consequências muito melhores para a franquia canadense. Acredita-se que será mais uma temporada em que as grandes alegrias dos torcedores do Kings serão os duelos contra o Lakers e nem serão tão favoritos assim contra os eternos rivais angelinos. Provavelmente apostarão no Draft de 2015 e o alvo óbvio deve ser o armador congolês Emmanuel Mudiay.

Previsão para a Temporada: 13º do Oeste com 27 V e 55 D

%d blogueiros gostam disto: