Previsão da Temporada: Los Angeles Clippers

Los Angeles Clippers v Golden State Warriors

Equipe: Los Angeles Clippers

Conferência: Oeste

Divisão: Pacífico

Temporada 2013-14: 57V-25D, 3º na conferência Oeste

Playoffs: Eliminado nas semifinais da conferência pelo Oklahoma City Thunder

Elenco (Até o momento)

Armadores: #1 Jordan Farmar / #3 Chris Paul

Ala-armadores: #25 Reggie Bullock / #11 Jamal Crawford / #9 Jared Cunningham / #14 Chris Douglas-Roberts / #4 J.J. Redick / #30 C.J. Wilcox

Alas: #22 Matt Barnes / #15 Hedo Turkoglu

Ala-pivôs: #0 Glen Davis / #32 Blake Griffin / #10 Spencer Hawes / #13 Ekpe Udoh

Pivôs: #6 DeAndre Jordan

Treinador: Doc Rivers

GM: Dave Wohl

Principal jogador: Blake Griffin

Quem pode surpreender: DeAndre Jordan, Doc Rivers, técnico da equipe, acredita que este será o melhor defensor de toda a liga nesta temporada, o jogador que foi o terceiro melhor defensor da última temporada, em 82 partidas, teve médias de 10.4 pontos, 13.6 rebotes, 2.5 bloqueios e um aproveitamento de 67.6% nos arremessos, melhores números de sua carreira até então, e a tendência é evoluir mais.

Calouros: C.J. Wilcox

Quem chegou: Jared Cunningham, Chris Douglas-Roberts, Jordan Farmar, Spencer Hawes, Joe Ingles, Ekpe Udoh

Quem saiu: Danny Granger, Darren Collison, Jared Dudley, Willie Green, Ryam Hollins

Principal Contratação: Spencer Hawes, o atleta chega para ser reserva de luxo, já que o Clippers conta com DeAndre Jordan e Blake Griffin, mas pode aproveitar bem as oportunidades, e ganhar aos poucos, espaço na equipe. O pivô já atuou em 500 partidas da liga, e tem médias de 9.7 pontos e 6.4 rebotes.

Destaques positivos: O trio formado por Blake Griffin, DeAndre Jordan e Chris Paul, foi o que mais contabilizou duplo duplos em toda a NBA na temporada passada, os três, somaram 124, bem acima de outros trios: Andre Drummond, Greg Monroe e Brandon Jennings (Detroit Pistons) com 110, Kevin Love, Nikola Pekovic e Rick Rubio (Minnesota Timberwolves) com 103. A previsão é que bons números se repitam, ou sejam ainda melhores nesta temporada.

No momento em que Chris Paul se contundiu, era esperado que a equipe tivesse uma queda de rendimento importante, mas não foi o que aconteceu, Griffin assumiu o papel de líder técnico e levou a equipe a um aproveitamento de 65% de vitórias no período, o que ressalta a qualidade técnica do grupo.

Destaques negativos: Com o escândalo de Donald Sterling, antigo proprietário da franquia, o Clippers perdeu apoio de fãs, patrocinadores e até credibilidade, um movimento iniciado por Chris Paul e Doc Rivers, prometia fazer com que os jogadores abandonassem a quadra em uma partida de playoffs contra o Warriors, Sterling foi afastado pela NBA, e nada disso precisou acontecer, mas esta perda de patrocínios e credibilidade causou um problema financeiro que pode se arrastar por algumas temporadas.

Outro ponto negativo foi a displicência da defesa em alguns jogos, a equipe sofreu “apagões”, por mais que se tenha a impressão que Blake Griffin esteja evoluindo deste lado da quadra, seu defensive rating piorou de uma temporada para a outra, por exemplo, e a defesa continua sendo uma incógnita para o Clippers.

Resumo: O elenco foi fortalecido pela troca de comando da franquia, Donald Sterling foi embora, sem deixar saudade alguma, mais forte e com mais moral, o Clippers tem tudo para fazer uma temporada ainda melhor do que foi ano passado.

A base é praticamente a mesma da temporada passada, a franquia foi precisa e pontual nas contratações, saiu Darren Collison, que foi substituído pro Jordan Farmar, foi contratado o pivô Spencer Hawes, Glen Davis foi mantido, feito isso, o Clippers possui um dos melhores garrafões em toda a liga, e com certeza irá dar trabalho para defesas adversárias. Vale lembrar que o Clippers teve a maior pontuação da NBA, e média de 107.9 por partida.

Previsão para a Temporada: 2º do Oeste com 60 V e 22 D

 

 

%d blogueiros gostam disto: