Fique de olho nas jovens promessas da Liga ACB – Parte 1

Com mais tempo de quadra Abrines terá a chance de se destacar na temporada.

Com mais tempo de quadra Abrines terá a chance de se destacar na temporada.

Está começando agora um série de matéria que vem para falar das principais peças jovens promessas da Liga ACB. Na cobertura mais do que especial que o TimeOut Brasil vem para fazer desse campeonato, vamos dar destaque ao jogadores que poderão um dia chegar a NBA, falando sobre as peças que foram draftadas pelas franquias americanas e como elas estão rendendo no mundo europeu.

Alex Abrines

O jovem atleta espanhol, draftado pelo Oklahama City Thynder no Draft de 2013, vem para uma temporada com mais tempo de quadra e vindo de uma experiência internacional mais desafiadora no Mundial da Espanha, vencido pelos Estados Unidos.

Na última temporada obteve média de 6.9 pontos e 40.6% nos arremessos de 3 pontos em 17 minutos de quadra. Com a saída de Kostas Papanikolaou é esperado que ele ganhe mais tempo de quadra, mesmo em um rotação tão forte quanto a do Barcelona. Em sua primeira partida nessa temporada pela Liga ACB correspondeu, com 18 pontos em 23 minutos, convertendo tudo o que se arriscou a arremessar, inclusive seus 4 arremessos do perímetro.

Aliás, o arremesso é a principal característica do garoto, mesmo que ele ataque razoavelmente bem a cesta quando tempo, utilizando bem seus 1.98 metros de altura. O atleta do Barcelona é o típico especialista, e se melhorar ainda mais seu percentual de conversão poderá embarcar rumo a Oklahama City.

O jovem ainda precisa melhorar defensivamente se quiser ter algum espaço na liga norte-americana, além de precisar expandir seu jogo e criar melhor para os companheiros. Um jogador que tem boa altura pra posição, logo tem possibilidades para ser melhor reboteiro. Se evoluir seu jogo nesses pontos poderá ter o sucesso que Victor Claver não vem tendo.

Tomás Satoransky

Tomás Satoransky é uma aberração. Um armador de 2,01 metros de altura e de boa capacidade atlética. O jogador nascido na República Checa foi draftado na posição 32 do Draft de 2012 pelo Washington Wizards e vem de duas boas temporadas em que era um dos principais jogadores do jovem time do Cajasol Sevilla. Dessa vez assinou um contrato com o Barcelona e dividirá os holofotes com Marcelinho Huertas, deixando o brasileiro banco.

Na temporada passada obteve médias de 12.1 pontos, 4.8 assistências e 1.5 roubadas de bola, enquanto da anterior a esta conquistou médias de 12.5 pontos, 4.2 assistências e 2.4 roubadas de bola.

O atleta do Barcelona não é dos mais pensativos, mais compensa com um bom ataque a cesta e uma excelente capacidade defensiva, graças a sua altura. Foi para a Catalunha para ganhar holofotes e com a aposentadoria de Andre Miller cada vez mais perto, melhor o time da capital americana pensar direitinho em trazer o jogador para ser back up de John Wall.

Bojan Dubljevic

Bojan Dubljevic é um típico ala-pivô que joga aberto, atuando até como pivô, na ousada formação de cinco abertos que o Valencia gostava de colocar em quadra. Bojan foi a peça mais intrigante de um time que ficou a frente do poderoso Barcelona na temporada regular da Liga ACB na temporada passada e foi campeão da Eurocup, segunda principal competição europeia.

O montenegrino de 2,06 metros de altura conquistou médias na temporada passada de 11.4 pontos e 4.8 rebotes com 45,1% do aproveitamento dos arremessos de 3 pontos em limitados vinte minutos de quadra. Na temporada 2012-2013 obteve médias 12.1 pontos e 3.7 rebotes com 47.4% de aproveitamento de arremessos do perímetro nos mesmos vinte minutos.

O interessante é que um jogador com essa capacidade de arremesso foi selecionado apenas na escolha 59 do Draft de 2013, considerado um dos piores dos últimos anos. No verão de 2015 a cláusula de liberação do jogador para a NBA caiu de um milhão de dólares para “pequenos” duzentos mil dólares. Bom para o Minnesota Timberwolves, que em plena reconstrução após a saída de Kevin Love e detentor dos seus direitos, adoraria este tipo de jogador.

%d blogueiros gostam disto: