Amigos de infância juntos novamente no Celtics

Brandon+Bass+Sacramento+Kings+v+Boston+Celtics+WVdBIw2Hxyil

O “lembra daquilo?” fluiu livremente quando Brandon Bass e Marcus Thornton trocaram histórias durante um treino neste verão. Não é incomum para os amigos de longa data compartilhar risos sobre memórias de infância. Quem dos dois poderia imaginar que aquelas brincadeiras no ensino médio um dia se transformariam em jogar juntos na NBA?

Bass de 29 anos, e Thornton de 27, se conheceram em Baton Rouge, Lousiana, na Westdale Middle School, onde Thornton era (e ainda é) o melhor amigo do irmão mais novo de Bass, Chris. Thornton lembra ter visto a equipe da oitava série de Brandon em ação, e admirado o adolescente alto e magro.

“Eu costumava sentar e assistir aqueles caras jogarem antes de nós”, lembrou Thornton. “Bastava vê-los jogarem, era ótimo.”

Bass se tornou familiarizado com o jogo de Thornton através de seu irmão, que também jogou basquete. Thornton tinha uma paixão que era traduzida na quadra, ainda muito novo.

“Lembro-me de que ele era um jovem garoto que amava jogar basquete”, disse Bass. “Naquela época, ele era apenas um garoto, ansioso para aprender, ansioso para jogar com os caras mais velhos. Mesmo quando jovem, lembro de vê-lo, era talentoso, sempre foi capaz de arremessar, sempre capaz de marcar.”

Mesmo que eles estudaram em escolas diferentes de ensino médio, o que os manteve próximos foi a amizade de Thornton com o irmão de Bass. Suas famílias viviam a 10 minutos uma da outra, o que os tornaram mais próximos.

“Ao longo dos anos, eu senti que desenvolvemos uma relação do tipo irmão mais novo, e irmão mais velho”, disse Bass. “Ele e meu irmão são como melhores amigos. Eu sempre acrescentei coisas diferentes para ele, algo que eu sentia que iria ajudá-lo. Funcionou para ele, ele tem sido bem-sucedido.”

Thornton ouviu, observou bem e aprendeu com Bass.

“Quando nós nos encontramos, nós sempre conversamos e sempre tivemos os mesmos objetivos”, disse Thornton. “Ele sempre foi um trabalhador. Ele sempre treinou todos os dias, e eu também.”

Ambos passaram a jogar basquete na Universidade Estadual da Louisiana. Bass foi draftado com a 33ª escolha geral pelo New Orleans Hornets, em 2005, Bass não seria mais companheiro de Thornton na LSU (Louisiana State University), mas ele visitou a equipe para oferecer conselhos. As palavras ressoaram como ditas por um jogador profissional.

“Quando estou no vestiário com os caras, eu sempre tento explicar-lhes as prioridades quando você está na faculdade”, disse Bass. “Eu digo a eles que você tem que colocar a escola em primeiro lugar, o basquete em segundo, e então as garotas. Se você colocar o basquete como única prioridade, você ficará preso na universidade por mais alguns anos, ou você não será capaz de viver seus sonhos na NBA, e estará apenas nas ligas de bairro.”

Thornton alcançou a NBA em 2009, quando foi draftado como 43ª escolha geral pelo Miami Heat. Assim como havia feito na faculdade, Bass ajudou Thornton a se ajustar em sua nova vida.

“Ela foi para outro nível”, disse Thornton sobre a amizade dos dois.

Seu relacionamento se fortaleceu ainda mais em julho, quando o Celtics adquiriu Thornton do Brooklyn Nets como parte de uma troca tripla com o Cleveland Cavaliers. Eles passaram um tempo juntos na offseason, como de costume, com Thornton fazendo participações especiais em quadras de basquete, e Bass sempre o apoiando. A diferença é que dessa vez ambos estão indo para Boston começar a temporada.

“Parece que você está jogando com seu irmão”, disse Thornton. “As coisas podem não estar indo bem, você tem 82 jogos por temporada, as coisas podem não estar dando muito certo, mas você pode procurá-lo se precisar de algum conselho. Basta ligar e ele estará lá, e isso é uma grande coisa.”

Bass diz que seu reencontro no Celtics tem um significado especial para os seus amigos, família, e aqueles em Baton Rouge. Eles compartilham um sentimento de orgulho que representa sua cidade, como membros de uma organização. Os dois ainda fizeram questão de tirar uma fotografia juntos no Media Day.

De amigos de infância para companheiros de equipe na NBA, eles estão vivendo seus sonhos juntos.

“Nós dois tivemos a mesma missão, hoje está concluída, e estamos jogando na mesma equipe”, disse Thornton. “É ótimo!”

%d blogueiros gostam disto: