Dwyane Wade fala sobre vida pós-LeBron

NBA: Miami Heat at New York KnicksO site Bleacher Report entrevistou Dwyane Wade esta semana e ele falou sobre seu relacionamento com LeBron James e o desafio de voltar ao seu melhor jogo nessa nova era do Miami Heat.

Quantos jogadores compartilharam as cores do Miami Heat durante as onze temporadas regulares, os dez playoffs e as cinco finais da NBA que Wade representou a franquia? Ele jogou 871 partidas, com 20.962 pontos e dez participações nos jogos All-Star, conquistando 3 títulos nesse percurso.

Dwyane Wade: ‘Eu acho que… setenta e três!’

Na verdade, foram noventa e um. E claro, ele consegue nomear todos eles.

DW: ‘Não, cara!’, ele disse rindo.

Esse número irá logo subir para 100, considerando que ele terá mais oito ou nove novos companheiros na abertura da temporada regular, dia 29 de outubro contra o Washington Wizards. É um atestado para sua longevidade, como também de Udonis Harlem, o único que está com ele durante essa jornada.

Claro que todo mundo só quer ouvir sua opinião sobre um desses 91. Aquele que usou a camisa nº6 nos últimos quatro anos e agora veste o nº23 em Cleveland. Com certeza, Wade compreende que os todos que acompanham a NBA vão discutir o relacionamento dele com LeBron James até eles se aposentarem, e talvez além. Que todo mundo irá estudar cada interação, jogando nos EUA ou fora, com o jogo da próxima semana entre Heat e Cavaliers no Rio de Janeiro. Então, como ela vai lidar com isso?

DW: ‘Eu não sei […]. Quer dizer, eu simplesmente vou voltar para antes de jogarmos juntos. E eu vou voltar para o que mídia cobria “Como vocês podem ser amigos se são adversários?” Eles não faziam isso antigamente. Magic [Johnson] e [Larry] Bird nunca fizeram isso. Eu e LeBron, quando estávamos em Cleveland, íamos ao cinema. Ele vinha aqui em Miami e nós nos encontrávamos. E duelávamos na quadra, mantendo-nos como grandes amigos após o jogo. E quando nos juntamos aqui, nós ficamos ainda mais próximos. E agora é a mesma coisa, isto não mudou.’

‘Sabe, nós ainda seremos amigos, e vamos competir seriamente. Até o dia que a gente não competir mais’, ele complementou.

E quanto esse dia irá chegar para Dwyane Wade? Ao contrário do que os críticos sugerem, ele não acredita que seja tão cedo. O atleta tem sido desafiado por céticos durante toda a sua carreira, sempre se reerguendo após derrotas ou lesões, e dessa vez não poderia ser diferente, como ele faz questão de dizer a todos.

stronger than doubt

As dúvidas não param de surgir. Dúvida que seus joelhos vão aguentar o ritmo pesado, depois que ele perdeu 58 jogos nas últimas três temporadas. Ou que ele conseguirá sustentar boas estatísticas ofensivas, sem comprometer as defensivas. Ou ainda que ele possa ser consistente, quando teve apenas 15.2 pontos por jogo nas finais contra o San Antonio Spurs.

Dúvidas de que seus melhores dias não já passaram. Então, quando perguntado se ele ainda quer se provar, ele tocou num assunto muito familiar.

‘Primeiramente, superação, cara”, ele disse. ‘Só provando que eu posso superar adversidades, como fiz minha vida toda. E toda vez que algo me atinge, encontrando uma forma de superá-lo. Quero dizer, eu não estou dando lições dentro de quadra, estou ensinando lições de vida. Eu sou pai. Eu estou ensinando aos meus filhos, lições de superação. Mesmo quando as coisas parecem bem, tem coisas que acontecem na sua vida que te derruba num piscar de olhos. E como você vai responder?’

E ai gente, vocês acham que Wade pode se reerguer e liderar o Heat nesta temporada?

%d blogueiros gostam disto: