Brasil é eliminado do Mundial de Basquete Feminino

adrianinha1

Infelizmente, confirmando todas as previsões, a seleção brasileira acabou eliminada do Mundial Feminino de Basquete da Turquia. Após um breve suspiro de alívio, nesta terça (30), com a vitória sobre o Japão e a classificação para as oitavas de final, o Brasil prometeu voltar confiante para a quadra hoje e vencer a França. Só que a promessa, mais uma vez, não foi cumprida. Com placar de 61 x 48, as brasileiras se despediram da competição e, também, da brilhante armadora Adrianinha, que, aos 35 anos, disputou seu quarto e último Mundial pela seleção.

Se as meninas deram um show na partida contra as japonesas com uma performance impecável de Patty, ontem, mostrando incrível habilidade ofensiva e organização na defesa, o mesmo não aconteceu no confronto com as francesas. O Brasil tinha diante de si um time taticamente sem tanta expressão, cujas falhas sucessivas ofereceram inúmeras chances desperdiçadas pela equipe de Luiz Augusto Zanon.

bra_fra

Como já é de praxe, as brasileiras começaram o primeiro quarto dominando o jogo, mas foram perdendo o controle ao longo da partida e entregando literalmente os pontos à França, que tratou logo de abrir uma vantagem de 12 pontos e mantê-la durante a maior parte do tempo. O Brasil só diminuiu o placar mesmo no último quarto, mas aí já era tarde demais.

Mais uma vez, como infelizmente também virou praxe, a seleção brasileira é vítima de seus próprios erros técnicos, da sua insegurança e, sobretudo, daquela falta de “sangue no olho”, essencial para qualquer equipe, independentemente do resultado final. Já falamos muito a respeito desse drama por aqui.

No Twitter, a ex-jogadora e campeã mundial Magic Paula fez um desabafo que resume bem o custo desse atual momento de “renovação” no time.

paula1

Concordando com as palavras de Paula e desejando a plena renovação do elenco e do ânimo brasileiro, faz-se necessário deixar claro aqui nosso orgulho e agradecimento por ter contado por tantos anos com o profissionalismo e as excelentes jogadas de Adrianinha. As lágrimas dela são nossas também.

%d blogueiros gostam disto: