O mundo é rubro negro

Caros leitores,

Neste último domingo, o Flamengo conquistou o título do campeonato mundial de clubes masculinos, o FIBA International Cup 2014, com o placar de 90 x 77 sobre o Maccabi Tel Aviv. Para ser campeão, o rubro-negro precisava de uma vitória de pelo menos 4 pontos, devido ao saldo de pontos do jogo anterior.

Com uma excelente atuação dos jogadores Laprovittola, eleito MVP da partida, Meyinsse, Marquinhos, Benite e Hermann (adorei a garra dele em todos os momentos em quadra, não havia bola perdida!). O Flamengo é um clube acostumado a ter jogadores que envergam o chamado “manto rubro negro” com garra, determinação, e muita raça. Prova disso é a aposta feita no ala-pivô Walter Hermann que mesmo aos 35 anos de idade, mostrou uma vontade incrível dentro de quadra, brigou muito dentro do garrafão e contribuiu com oito pontos, cinco rebotes e duas assistências.

O terceiro período do jogo foi o mais tenso para o torcedor rubro negro, como na primeira partida, o time precipitava muitos arremessos de três pontos e Marcelinho Machado continuava forçando os chutes de fora levando o torcedor ao desespero. Com isso, o habilidoso armador do Macabbi Jeremy Pargo trouxe o time israelense de volta para o jogo através de uma chuva de bolas de três pontos. Isto fez com que o técnico José Neto sacasse Marcelinho Machado do jogo e colocasse Benite na marcação de Pargo para impedir o armador de pontuar e infiltrar como quisesse na defesa do flamengo. A estratégia funcionou, e o flamengo no quarto período voltou a ter uma defesa agressiva e a ser consistente no ataque, principalmente com seu armador Laprovittola que conduziu a equipe ao lado do Pivô Meyinsse ao triunfo.

Impressionante mesmo foi assistir à torcida do flamengo incentivando o time durante toda a partida e, após a confirmação do título, entrar na quadra para comemorar com os jogadores sem nenhum indício de confusão, apenas uma linda festa para comemorar o melhor clube de 2014. A sintonia entre os jogadores do Flamengo e seu torcedor é algo que vai muito além do principal esporte rubro negro que é o futebol. O torcedor abraçou o basquete rubro negro faz algum tempo, e vem sendo fator preponderante para que os atletas reúnam forças necessárias e consigam dar tudo de si dentro de quadra. Não foi uma partida fácil para o flamengo, e o torcedor ciente do grau de dificuldade que era encarar o atual campeão da Euroliga, compareceu em grande número ao HSBC arena e foi coroado com o título mundial de basquete.

A TEMPORADA – Este ano foi bastante frutífero para o Flamengo. O clube conquistou os títulos do campeonato Carioca, do NBB, da Liga das Américas e a Liga Sul-Americana. A pergunta que não quer calar é a seguinte: Até onde esse time pode chegar? Os resultados do rubro negro carioca foram tão expressivos, que lhe rendeu o convite da NBA para participar da pré-temporada na companhia dos melhores times de basquete do mundo. É a primeira vez na história que um time da américa latina  tem a chance de disputar um jogo contra as equipes americanas, até então desde 1978, as equipes que disputam a Euroliga são convidadas para amistosos nos Estados Unidos. Um feito histórico não só para o Flamengo como também para o basquete nacional. Seja qual for o resultado das partidas contra Phoenix Suns, Memphis Grizzlies, e Orlando Magic, esse time está de parabéns por seus feitos históricos recentes.

%d blogueiros gostam disto: