Espanha sai à francesa…

espanha_eliminada

Amigos,

Após a acachapante derrota de ontem para a Sérvia, fruto principalmente de mais uma pane na volta do intervalo, culminando com um déficit de 17 pontos no terceiro quarto, a semifinal seguinte perdeu muito do interesse para os torcedores brasileiros. Antes do jogo, a grande maioria cravava uma vitória tranquila da Espanha sobre a França, algo similar ao que ocorrera na Fase de Grupos, quando os ibéricos passearam em quadra, vencendo por 24 pontos de diferença.

Mas o jogo de mata-mata, com uma nuance sabidamente diferente e uma forte pressão para os espanhóis, atuando num Palácio de Deportes de la Comunidad lotado, foi totalmente distinto do confronto da fase inicial. Os irmãos Gasol (principalmente Marc)  não conseguiram fazer a diferença no garrafão e a forte defesa francesa (vive la résistance) limitou o ataque espanhol a míseros 52 pontos, com uma verdadeira blitz em cima de Ricky Rubio, autor de apenas 4 pontos e uma única assistência. Se o placar estava equilibrado até o final do terceiro quarto (43 x 42 para a Espanha), um último quarto doutrinador em 23 x 9 para a França, sacramentou a justa e comemorada vitória dos visitantes.

O que chama mais a atenção é que a seleção espanhola conseguiu juntar o que tinha de melhor, para quem sabe surpreender os americanos. Enquanto isso, a França joga o Mundial sem dois de seus principais expoentes, o armador Tony Parker e o pivô Joakim Noah. É verdade que os gauleses têm o técnico e decisivo ala-pivô Boris Diaw, autor de 15 pontos no jogo de ontem e atleta que sabidamente se agiganta em jogos decisivos, contando ainda com um evoluído Rudy Gobert, bem menos cru do que quando foi draftado pelo Jazz, que colecionou 13 rebotes.

A França vence o segundo jogo eliminatório seguido contra os espanhóis, a exemplo da semifinal do Eurobasket da Eslovênia em 2013, que terminou 75 a 72 para os conterrâneos de Gerard Depardieu, vingando seguidas derrotas na Olímpiada de Londres, bem como nos dois campeonatos europeus anteriores.

Final: França 65 x 52 Espanha

Destaques da partida.

França

Boris Diaw: 15 pontos e 5 rebotes

Rudy Gobert: 5 pontos e 13 rebotes

Thomas Heurtel: 13 pontos e 4 assistências

 

Espanha:

Pau Gasol: 17 pontos, 8 rebotes e 3 tocos

%d blogueiros gostam disto: